fbpx

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Chelas é o Sítio

É a segunda vez que uso esta plataforma para apresentar um projeto em que estou…

Opinião de Nuno Varela

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

É a segunda vez que uso esta plataforma para apresentar um projeto em que estou envolvido, peço imensas desculpas, mas a grandeza dos mesmos não me deixa outro caminho, isto tem e merece ser partilhado com o planeta todo, e por isso agradeço a esta grande plataforma como é o Gerador pelas oportunidades dadas, espero continuar por aqui com os meus textos malucos, e não é publicidade é informação bastante importante.

"Chelas é o Sítio" chegou e já abanou muita coisa, e demonstrou que veio para ficar, pode parecer utopia, mas se fizermos todos o nosso trabalho bem feito, será um projeto que daqui a uns 100 anos ainda estará cá, já estou a ver passar de Associação a fundação e ser conhecida mundialmente, e estar presente na vida e na mudança de muitas pessoas e acima de tudo defender aquilo que a comunidade pretende.

Começou com várias ideias pelo ar, tudo sobre como Chelas podia ganhar um novo sentido e ter uma voz que a defendesse, porque individualmente ou em alguns grupos organizados fala-se de vários destinos, várias caras novas, mas poucas coisas defendem o que Chelas pretende, e o que Chelas pretende?! Isso acho que até agora não tem havido sensibilidade para saber isso, mas esperemos que agora tudo mude, temos todos a certeza de que queremos fazer apenas o bem sempre com o amor ao nosso berço.

Sam The Kid, Adriano, Zé, Ricardo e eu somos os criadores desta ideia que já podia ter sido feita há muitos anos atrás mas agora parece ser a altura perfeita, já tudo acima dos 30 encaramos assim este projeto com uma maior maturidade e desenvolvemos ideias nas mais diferentes áreas, em uma das muitas entrevistas que demos o Sam the Kid contou como foi o processo de criação da associação, enquanto a senhora perguntava em que categoria nos encaixamos e ia dizendo as categorias, parecia que “Chelas é o Sítio” era tudo o que estava lá disponível, e assim podemos ver a grandeza e a ambição deste projecto.

Aos 5 elementos juntaram-se mais 4 pessoas fazendo assim as 9 pessoas que são necessárias para a constituição de uma associação e começamos a dar corda aos sapatos como se costuma dizer, todos filhos de Chelas e com a particularidade de sermos quase todos de zonas diferentes.

Depois do nome ter surgido de forma super natural (a frase faz parte de uma música de Sam the Kid), passamos aquilo que é o nosso logo, foi desenvolvido pela Halfstudio e representa na perfeição aquilo que todos queríamos, Halfstudio é também a empresa responsável pela obra feita em homenagem à equipa de basquetebol Chicago Bulls que também se encontra em Chelas, trabalho esse que contou já com a intervenção de elementos de “Chelas é o sítio" sem a noção que mais tarde iriam estar em um projeto desta dimensão. 

Uma das coisas que sempre foi falado nas nossas reuniões foi também a arte urbana, ficou logo claro que todos gostaríamos que isso fosse algo mais presente em Chelas, depois de algumas conversas foi pensado em um nome e a primeira obra foi logo pensada e entregue ao grande artista Vhils, do pensar ao passar a conversa com o artista Português foi num instante e foi Sam the kid que passou para o artista aquilo que era a ideia de todo o grupo.

Apesar de conhecer Vhils nunca pensei que pudesse testemunhar um trabalho destes, Vhils no seu estilo único a marcar Chelas em Chelas, e foi assim o nosso ponto de partida, foram milhares as partilhas nas redes sociais e muitas mensagens de apoio ao projeto, a sensação que tenho é que as pessoas estavam mesmo a precisar disto e se a defesa do nosso bairro era feita com unhas e dentes agora será feita ainda com mais força, queremos que as pessoas sintam orgulho, e sintam também que fazem parte, estamos dispostos a ouvir todos e pelo pouco tempo que temos pelas ideias que já nos chegaram já vimos que trabalho e criatividade não vai faltar.

Antes mesmo do projeto estar cá fora a rede de parceiros já era enorme e a cada dia que passa parece aumentar, o network de todos os elementos ajuda também para que este gigante polvo tenha centenas de tentáculos.

“A nossa energia está direcionada para contribuir e dinamizar o nosso sítio geográfico e a nossa identidade que é Chelas. Temos uma grande vontade de concretizar muitos planos, metemos mãos à obra e reunimos pessoas de várias zonas de Chelas e cada um traz o seu ‘super’ poder” Samuel Mira à agência lusa.

Por aqui vamos ficar e que se habituem, tem sido muito bom ler, ver e ouvir muito boas notícias com o nome Chelas, falei dos 5 elementos principais, mas não me posso esquecer dos outros 4 elementos que também fazem parte deste projeto, Airton Monteiro, Vera Vilarinho, Hélder e Nuno Candeias.

Vamos estar em várias frentes e sempre prontos para colaborar, seja em educação, desporto, música ou arte urbana e não só com pessoas de Chelas, o céu é o limite e “CHELAS É O SÍTIO”

-Sobre Nuno Varela-

Nuno Varela, 36 anos, casado, pai de 2 filhos, criou em 2006 a Hip Hop Sou Eu, que é uma das mais antigas e maiores plataformas de divulgação de Hip Hop em Portugal. Da Hip Hop Sou Eu, nasceram projetos como a Liga Knockout, uma das primeiras ligas de batalhas escritas da lusofonia, a We Deep agência de artistas e criação musical e a Associação GURU que está envolvida em vários projetos sociais no desenvolvimento de skills e competências em jovens de zonas carenciadas.Varela é um jovem empreendedor e autodidata, amante da tecnologia e sempre pronto para causas sociais. Destaca sempre 3 ou 4 projetos, mas está envolvido em mais de 10.

Texto de Nuno Varela
Fotografia de Pedro Vaccaro

Publicidade

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

20 Junho 2024

Carta do Leitor: André, cala-te só um bocadinho…

18 Junho 2024

Tirar a cabeça da areia

18 Junho 2024

Carta do Leitor: O argumento romântico para a participação política

13 Junho 2024

Ansiedade Política: Como Lidar com a ascensão da Extrema Direita?

11 Junho 2024

Sobre o Princípio de Reparação do Dano Ambiental (e a Necessidade de Tutelar o Direito ao Ambiente)

6 Junho 2024

Em voz alta: Medo em tempos de ódio

6 Junho 2024

Sobre o novo aeroporto e a sustentabilidade do setor da aviação

4 Junho 2024

Paz

30 Maio 2024

Sem ensaios de ciência: Viagem decisiva – entre ciência e humanidade

30 Maio 2024

Contra os capo regimes em ciência

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [para entidades]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

5 JUNHO 2024

Parlamento Europeu: extrema-direita cresce e os moderados estão a deixar-se contagiar

A extrema-direita está a crescer na Europa, e a sua influência já se faz sentir nas instituições democráticas. As previsões são unânimes: a representação destes partidos no Parlamento Europeu deve aumentar após as eleições de junho. Apesar de este não ser o órgão com maior peso na execução das políticas comunitárias, a alteração de forças poderá ter implicações na agenda, nomeadamente pela influência que a extrema-direita já exerce sobre a direita moderada.

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0