“Ao correr do tempo” é um ciclo de quinze filmes realizados por Wim Wenders entre 1872 e 2016. Coimbra, Figueira da Foz, Lisboa e Porto recebem a programação cultural.

Esta é uma oportunidade para ver uma das obras cinematográficas mais significativas dos últimos cinquenta anos. Até 8 de janeiro, há várias salas disponíveis para acolher os espetadores. É o caso do Espaço Nimas, em Lisboa, do Teatro Municipal Campo Alegre, no Porto, e ainda do Teatro Académico Gil Vicente, em Coimbra, do Cinema Charlot, em Setúbal, ou do Centro de Artes e Espetáculos, na Figueira da Foz.

Além de cineasta, dramaturgo e fotógrafo, Wim Wenders é uma das maiores referências do Novo Cinema Alemão e também é presidente da Academia de Cinema Europeu em Berlim. Neste ciclo, direciona a câmara para algo concreto e deixa-a correr. As cópias em exibição, para ver na sua quase totalidade, são restauradas pelo próprio realizador.

A programação com a sinopse relativa a cada filme está disponível ao detalhe no espaço Nimas. Até dia 30 de dezembro, é possível revistar “O Estado das Coisas” (1982), “Paris, Texas” (1984) e “Lisbon Story – Viagem a Lisboa” (1944).

Texto de Mafalda Lalanda
Fotografia de Mário Cruz via Lusa

Se queres saber mais sobre a agenda da cultura em Portugal, clica aqui.