fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Ciclo Terra dá início a nova edição com música de Mário Lúcio

Março é o mês de regresso de mais um ciclo Terra, em Guimarães. Até ao…

Texto de Sofia Craveiro

Mário Lúcio / Cantor Escritor – Cabo -Verde

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Março é o mês de regresso de mais um ciclo Terra, em Guimarães. Até ao mês de outubro o evento promovido pela associação cultural Capivara Azul vai trazer mais cinema e música à cidade onde nasceu Portugal.

O programa completo desta que é a quarta edição do festival ainda não foi revelado, mas já há alguns nomes anunciados. O primeiro, com espetáculo marcado para dia 4 de março às 21h30, é Mario Lúcio, cantor, compositor, romancista, poeta e dramaturgo cabo-verdiano que traz consigo a apresentação do novo trabalho gravado com a banda Os Kriols. O artista que, foi ministro da Cultura do seu país entre 2011 e 2016, é um nome sonante da música de Cabo Verde, tendo no reportório “centenas de canções nos principais estilos de música do país, como a Morna, o Funaná, o Batuque e a Coladeira”, segundo nota enviada às redações.

Seguindo a linha das últimas edições, o ciclo Terra “manterá o diálogo entre o cinema e a música no programa artístico, permitindo aprofundar as reflexões que se pretendem suscitar através do cruzamento das duas disciplinas artísticas”. Assim, no primeiro fim de semana, é também exibida a longa-metragem “Som&Morabeza", da realizadora Cristéle Alves Meira, que faz uma viagem pela música de Cabo Verde.


O evento desenvolve-se, este ano, em torno do conceito de “ficções”, eixo central da programação do Centro Internacional das Artes José de Guimarães, que mais uma vez se articula com o ciclo Terra. Neste âmbito, a reflexão vai desenvolver-se concretamente em torno do tema da reflexão colonial, de forma a reforçar “o trabalho de contextualização dos temas coloniais, questionando a relação entre as músicas tradicionais não europeias, a presença colonial europeia nesses países e a lógica ocidentalizada da indústria musical”, segundo a mesma nota.

Esta reflexão vai ter continuidade a 21 de maio, data do segundo concerto deste ano, que traz a Guimarães outro nome mítico da música feita em língua Portuguesa: Mateus Aleluia, um dos fundadores da banda de culto baiana Os Tincoãs, activos nos anos 1960 e 1970.

O ciclo Terra vai prolongar-se até Outubro e estará associado também à celebração dos dez anos da inauguração do Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG), em Junho.

Os bilhetes para o concerto de Mario Lúcio já se encontram à venda - com preços entre os 5 e os e 10 euros - e dão acesso às exposições do CIAJG no dia do espetáculo, bem como à sessão de cinema desse mesmo fim-de-semana.

O ciclo Terra é uma organização da Capivara Azul – Associação Cultural, com o apoio do Município de Guimarães e da Direcção-Regional de Cultura do Norte, com co-produção da cooperativa A Oficina, entidade gestora do Centro Internacional das Artes José de Guimarães. 

Fotografia cedida pela Capivara Azul

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica aqui.

Publicidade

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

11 Junho 2024

Prémio Fundações vai dar 50 mil euros a projetos de arte, ciência, cidadania e solidariedade

4 Junho 2024

Irene Flunser Pimentel: “o identitarismo é a grande arma da extrema-direita”

28 Maio 2024

Tiago Fortuna: “a deficiência é um espaço de combate para quem a habita”

21 Maio 2024

Mulheres na política: movimento cívico quer subir o limiar da paridade para 50%

15 Maio 2024

No IndieLisboa 2024 o “olhar atento e urgente sobre o mundo” ecoa em todos os filmes

14 Maio 2024

António Sampaio da Nóvoa: “a melhor política educativa é a valorização daquilo que já se faz”

7 Maio 2024

Festival Mental está de volta a Lisboa para a sua 8.ª edição

30 Abril 2024

Flávio Almada: “Devemos recusar a geografia do medo”

16 Abril 2024

‘Psiquiatria Lenta’: Crónicas de João G. Pereira no Gerador editadas em livro

9 Abril 2024

Fernando Dacosta: “Baixou-se o nível das coisas que fomenta a infantilização das pessoas”

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

5 JUNHO 2024

Parlamento Europeu: extrema-direita cresce e os moderados estão a deixar-se contagiar

A extrema-direita está a crescer na Europa, e a sua influência já se faz sentir nas instituições democráticas. As previsões são unânimes: a representação destes partidos no Parlamento Europeu deve aumentar após as eleições de junho. Apesar de este não ser o órgão com maior peso na execução das políticas comunitárias, a alteração de forças poderá ter implicações na agenda, nomeadamente pela influência que a extrema-direita já exerce sobre a direita moderada.

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0