Decorre no dia 12 de Outubro, às 9h30, na Centro de Interpretação da Serra da Estrela (CISE), em Seia, o 2º Encontro Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente, no mesmo dia em que arranca oficialmente o festival de cinema ambiental CineEco, no Casa da Cultura de Seia, às 21h30.

O CISE será, assim, o palco do debate internacional sobre a educação territorial e ambiental através do cinema, a emergência climática e sobre o papel das novas gerações nas alterações do clima, num evento que contará com a presença de representantes das entidades oficiais, além de vários cineastas, documentaristas, directores de Festivais de Cinema Ambiental, jornalistas, activistas, profissionais de áreas da cultura à educação, estudantes e público interessado em geral.

“O Fórum consolida Seia como a cidade que chama até si a centralidade do debate internacional, além de acentuar a importância dos festivais de cinema ambiental na consciencialização e na educação das populações”, salienta Mário Branquinho, director do CineEco. Destaca-se ainda as presenças do fotógrafo americano Timothy Bouldry, que viaja pelo mundo a fotografar lixeiras e a coleccionar histórias sobre os colectores de lixo e de objectos que outros escolheram deitar fora, e o regresso a Portugal da documentarista e jornalista Bárbara Veiga, que dedica a sua vida a trabalhar em causas ambientais para organizações como a Greenpeace, a Sea Shepherd e a Avaaz. Na conferência estará também presente Kalyanee Mam, realizadora da curta-metragem vencedora da 6ª edição do GFN Award, “Mundo Perdido” (“Lost World“), anunciada em Setembro na apresentação oficial do CineEco.

O Fórum conta com 2 painéis de debate: o painel da manhã será moderado por Francisco Teixeira, da Agência Portuguesa do Ambiente, e o da tarde por Helena Freitas, do Centro de Ecologia Funcional, cátedra da UNESCO em Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável. Estão ainda confirmadas as intervenções de Eleonora Izunsa, membro da direção da GFN e co-directora do Festival de Cinema Ambiental – Cinema Planeta do México; Bruno Manique, do Centro Portugal Film Comission; Norberto Santos, coordenador do Grupo de Turismo, Património e Território – CEGOT da Universidade de Coimbra; Paula Sobral, presidente da Associação Portuguesa de Lixo Marinho; e Francisco Ferreira, presidente da Associação ZERO e da FCT-NOVA.

O CineEco inclui nesta edição comemorativa dos 25 anos uma selecção de 80 filmes, de 20 países, que abordam questões relativas ao ambiente e às alterações climáticas. O festival acontece entre os dias 12 e 19 de Outubro e continua a ser um evento gratuito. A participação no Fórum é também gratuita. Qualquer interessado deverá apenas efectuar a pré-inscrição no site oficial do CineEco. Os dias 13 e 14 de Outubro serão respetivamente dedicados, em exclusivo, a um passeio turístico para convidados do CineEco e membros da rede de Festivais de Cinema Ambiente e à Assembleia Geral da GFN.

Vídeo oficial do CineEco 2019

Texto de Francisco Cambim
Fotografia de Ricardo Rocha disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.