A Câmara Municipal de Braga (CMB) está a promover uma bienal de ilustração, no âmbito do programa de Braga 2021- Capital da Cultura do Eixo Atlântico. A ideia passa por desafiar os ilustradores nacionais e internacionais a representarem o património material e imaterial do território do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular. Cada ilustrador poderá participar com três trabalhos até ao dia 20 de Setembro.

Segundo o comunicado disponibilizado pela autarquia, a bienal é promovida em parceria com a Escola Superior de Design do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), contando, ainda, com a participação da Asociación Galega de Profesionais da Ilustración. Com o projeto, procura-se descobrir e reconhecer os talentos na área da ilustração e intensificar a consolidação desta mesma expressão artística na cidade. Ao mesmo tempo, o concurso pretende apelar à promoção e à divulgação do património cultural material e imaterial do território do Eixo Atlântico.

O vencedor do concurso receberá um valor monetário de oito mil euros, resultando também numa exposição e num catálogo com as obras dos 15 autores finalistas que decorrerá em associação com o “Braga em Risco – Encontro de Ilustração”. As candidaturas estão disponíveis aqui.

As ilustrações serão avaliadas por um júri, com experiência na área artística, constituído por Paula Tavares, diretora da Escola Superior de Design do IPCA, por Marta Madureira, diretora e docente do Mestrado em Ilustração e Animação do IPCA, por Pedro Seromenho, curador do Encontro de Ilustração “Braga em Risco”, por Manel Cráneo, presidente da Asociación Galega de Profesionais da Ilustración, e por um representante do Município de Braga.

O regulamento pode ser consultado aqui.

Este projeto vai de encontro ao Plano de Atividades do Município de Braga e à Estratégia Cultural de Braga 2020-2030.

Texto de Isabel Marques
Fotografia disponível via Unsplash