“O Conto da Ilha Desconhecida” de José Saramago, que foi musicado por Sérgio Azevedo, tem hoje estreia marcada no Teatro Municipal Baltazar Dias (TMBD), no Funchal. O espetáculo é uma produção integrada no programa da Feira do Livro da cidade e será protagonizado pela Orquestra Académica do Conservatório- Escola profissional das Artes da região.

O projeto, que foi encomendado pelo Teatro Municipal do Funchal, representa um investimento de 3.500 euros.

Para ser transformado num conto musical, o texto foi "adaptado, reduzido em tamanho e linguagem simplificada”, segundo nota de imprensa divulgada pela organização. A versão foi aprovada pela Fundação José Saramago.

Além dos músicos, dirigidos pela batuta de Francisco Loreto, o conto será dramatizado pelos alunos do Curso Profissional de Artes do Espetáculo com a encenação de Diana Pita. Este conto é “ao estilo de Pedro e o Lobo estreado por Sergei Prokofiev, em 1936”, segundo o TMBD.

“Habituado a escrever composições deste género e de outros também para o público infanto-juvenil, Sérgio Azevedo revelou o cuidado para prender a atenção das crianças, simplificando a linguagem, usando brinquedos como instrumentos e criando música muito cinematográfica”, indica a nota.

Este conto foi escrito por José Saramago por altura da Expo 98, impresso num formato de livro de bolso, tendo “o compositor ficado feliz por ter a oportunidade de trabalhar este texto mais profundo do que parece”.

Sérgio Azevedo estreou o seu primeiro conto em 2009 com “História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar” de Luis Sepúlveda. O compositor, que é professor na Escola Superior de Música de Lisboa, tem já uma dezena de trabalhos realizados nesta área.

A 47.ª Feira do Livro do Funchal, dedicada ao escritor José Saramago, tem uma programação que inclui a presença de 48 escritores e 16 concertos. O escritor galardoado com o Prémio Nobel da Literatura será também homenageado durante o certame, que começou a 12 de novembro e se prolonga até dia 21.

Texto de Sofia Craveiro com Lusa
Fotografia DR

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica aqui.