O coletivo CORAL promoveu, no final do passado mês de julho, o evento “Riot Grrrls”. Ao longo do evento, a artista Jacqueline Arashida pintou a obra “Marielle Vive” que se encontra agora em leilão para ajudar a Casa T.

Fundada em agosto de 2020, a casa T surge em resposta à crise de habitação para pessoas transgénero e/ou imigrantes e/ou racializadas. “Até aqui, sinto que nós estávamos muito sós, cada uma remando no seu percurso. E a intenção da Casa T é que a gente possa, de nós para nós, nos cuidarmos, nos olharmos e dialogar com mais pessoas”, disse, na altura da fundação Aquilla ao jornal Público. 

Com a venda da pintura de Jacqueline Arashida, a Casa T poderá arcar com algumas despesas para a manutenção do projeto, que não tem financiamento estatal. O leilão iniciou há uma semana, no passado dia 10 de julho, e tem um alcance mínimo de 300€. 

Para participar no leilão, basta entrar no site do Coral e preencher um formulário. O leilão termina no dia 20 de julho, terça-feira, às 15h00. Levar a pintura para casa é homenagear Marielle Franco, ativista brasileira assassinada no Brasil, e apoiar a Casa T. 

Podes saber mais sobre a Casa T, aqui