Estão abertas as candidaturas para as edições de 2021 de dois programas da Câmara Municipal do Porto dirigidos à comunidade artística: o Criatório vai atribuir 25 bolsas de criação e programação e o Shuttle tem um montante reforçado para apoiar a internacionalização da prática artística do Porto.

O programa municipal Criatório aceita novas candidaturas, desde o passado dia 16 de dezembro, para a atribuição de 25 bolsas de 15 mil euros — 15 para projetos de criação artística e 10 para espaços de programação.

O objetivo da iniciativa mantém-se: “contribuir para a consolidação da atividade de artistas, agentes e espaços culturais”, pode ler-se no site do município. Nesta quinta edição, e à semelhança dos anos anteriores, os apoios contemplarão projetos que se insiram nas áreas de artes visuais e curadoria; artes performativas; composição, programação e performance musical; e literatura e pensamento crítico.

O júri do Criatório é composto por Luís Fernandes (músico, artista sonoro e programador cultural), Marta Mestre (curadora e investigadora) e Raquel André (performer e encenadora), na modalidade de apoio a projetos de criação artística. Já na modalidade de apoio a espaços de programação, integram o júri Inês Grosso (curadora), Pedro Quintela (sociólogo, investigador e consultor) e Pedro Rocha (programador e curador de música, arte sonora e performance).

Também o Shuttle continua em 2021, com um orçamento disponível reforçado. A iniciativa apoia artes visuais e curadoria, artes performativas, performance e composição musical, tradução e criação literária e ensaística, e dispõe de um total de 75 mil euros para apoiar a internacionalização da prática artística do Porto.

O programa aceita candidaturas em permanência até outubro, estando previstas três reuniões do júri para avaliação das propostas e atribuição de apoios, em fevereiro, junho e outubro. O valor máximo para atribuir em cada uma das etapas é de 25 mil euros. Caso a verba não seja concedida na totalidade, o valor remanescente transitará para a reunião seguinte.

A atribuição dos apoios será decidida pelo júri composto pela artista Marta Ângela (Von Calhau!), o arquiteto e curador Luís Albuquerque Pinho e a médica, performer e coreógrafa Mara Andrade.

Todas as informações referentes aos programas Criatório e Shuttle, incluindo os processos de candidatura, podem ser consultadas na plataforma Pláka.

Texto por Flávia Brito
Fotografia de Jansel Ferma via Pexels

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.