O festival que apresenta, em Portugal, o cinema infantil e juvenil que se faz pelo mundo teve a sua quarta edição no início de 2020, entre 28 de janeiro e 2 de fevereiro, no Porto.

No dia 17 de março, a organização do festival disponibilizou seis curtas-metragens para facilitar a vida dos mais novos, que se viram forçados a ter escola e tempos livres no mesmo espaço: em casa. São elas La Table (2017) de Eugene Boitsov, Animanimals: Wolf (2015) de Julia Ocker, Our Wonderful Nature (2016) de Tomer Eshed, The House (2016) de Veronika Zacharová, Rain or Shine (2016) de Felix Massie e About a Mother (2015) de Dina Velikovskaya.

Além destas curtas-metragens, foram ainda disponibilizadas mais aventuras cinematográficas para celebrar a primavera: “A primavera chegou e com ela também a partilha de um conjunto de filmes para trazer cores, histórias e sabores aos dias primaveris passados em casa”, pode ler-se numa notícia publicada no site do festival. Melodia de Primavera (2016), de Ned Wenlock (+ 3 anos, IndieJúnior Allianz 2017), Tigre (2016), de Kariem Saleh (+ 3 anos, IndieJúnior Allianz 2017), Mitopólis (2013), de Alexandra Hetmerová (+ 3 anos, IndieJúnior Allianz 2017), O Formigueiro (2017), de Julia Ocker (+ 3 anos, IndieJúnior Allianz 2018) e O Senhor Noite Tem Um Dia de Folga (2016), de Ignas Meilunas (+ 6 anos, IndieJúnior Allianz 2018) foram os cinco filmes escolhidos para pais, mães, filhos, filhas, alunos, alunas, professores e professoras se divertirem em casa.

Para assistires a qualquer uma das curtas-metragens, basta seguir os links ou consultar o site do IndieJúnior.

Texto de Rita Dias
Captação do filme Animanimals: Wolf

Se queres ver mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.