Entre salas de cinema, bibliotecas, museus e transportes públicos, são vários os locais que até ao próximo dia 21 de dezembro irão acolher sessões de curtas-metragens inseridas na edição de 2019 da iniciativa O Dia Mais Curto, inspirada fenómeno de solstício de inverno que ocorre por volta do dia 22 deste mês.

Este será o sétimo ano consecutivo em que a iniciativa se realiza em Portugal, organizada pela Agência da Curta Metragem. Tendo surgido em França, o modelo é replicado em diversas localidades portuguesas, incluindo os arquipélagos dos Açores e Madeira, com uma programação com obras nacionais e internacionais, dos mais variados géneros, para crianças e adultos.

Dividido em cinco programas, O Dia Mais Curto conta com uma seleção especial chamada “Novas Curtas Portuguesas”, em que se apresenta um conjunto de curtas-metragens nacionais que têm vindo a ser reconhecidas pela sua qualidade em festivais de cinema de todo o mundo, revelando novos e talentosos cineastas.

Nesta seleção serão então apresentados os filmes Entre Sombra, de Mónica Santos; Circo do Amor, de Miguel Clara Vasconcelos; Tio Tomás, a contabilidade dos dias, de Regina Pessoa; e Como Fernando Pessoa Salvou Portugal, de Eugène Green.

Recorde-se que este ano, a iniciativa passa por um total de 28 localidades portuguesas: Almada, Amadora, Amarante, Aveiro, Barcelos, Braga, Caxias, Elvas, Faro, Guimarães, Leiria, Lisboa, Lourinhã, Madalena (Pico), Maia, Odivelas, Ovar, Porto, Sardoal, Setúbal, Tavira, Tomar, Torres Vedras, Vila do Conde, Vila Nova de Famalicão, Vila Real, Vila Verde e Viseu.

Para além dos programas propostos pela Agência da Curta Metragem, agrega-se ainda a programação própria de várias associações ou cineclubes que aderiram ao evento, sessões especiais para escolas, mas também a exibição televisiva ou online.

À semelhança dos anos anteriores, O Dia Mais Curto também passará pela televisão, com programas especiais na RTP2, Canal 180 e nos Canais TvCine & Séries, e pela Internet, com sessões no site da Agência da Curta Metragem e na plataforma Filmin.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Timothy Eberly via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.