A banda Um Corpo Estranho, constituída por Pedro Franco e João Mota, desafiou Cátia Mazari Oliveira, a voz do projeto A Garota Não, para a criação de "Mavorte", uma música que nasce da análise de relações e vivências passadas.

"Mavorte" é o novo single da dupla de Setúbal conhecida como Um Corpo Estranho, e da setubalense Cátia Mazari Oliveira, responsável pelo projeto A Garota Não. Segundo Pedro Franco e João Mota esta é uma música que fala de amor e de perdão, mas também de auto-superação. A música é acompanhada de um videoclipe, produzido pelas produtoras Sousa Filmes e Garagem, e da responsabilidade do realizador António Aleixo. O cenário do videoclipe é gerido pelo conflito emocional entre duas pessoas, apesar do ponto de partida da letra se basear num processo de catarse de um conflito interno.

A banda Um Corpo Estranho decidiu convidar Cátia, autora de Rua das Marimbas nº7, não só pela relação próxima já existente entre os elementos dos dois projetos, mas também por sentirem que o tema foi escrito para sua voz. A banda de Setúbal explica ainda que Cátia Mazari tem "o dom de tornar tudo o que canta em algo de muito pessoal, de pesar as palavras e usá-las como arma de arremesso, de uma forma irónica e profundamente emotiva, de uma forma que parece não ter sido dita ainda. Essa força, que pode ou não ser consciente, torna-a numa espécie de anti-heroína, de algo que vem para agitar consciências através da música. O casamento foi fácil. A voz da Cátia já lá estava, só faltava gravá-la"

Sérgio Mendes, que acompanha ambos os projetos desde a sua génese, continua a ser o responsável pela produção. O guitarrista e produtor de A Garota Não, produziu também vários trabalhos de Um Corpo Estranho, destacando-se o Homem Delírio, a última longa duração de Pedro e João que volta, desta forma, aos lançamentos com o selo da editora independente Malafamado Records.

Texto por Patrícia Nogueira
Fotografia de Helena Tomás

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.
Um Corpo Estranho