O Porto / Post / Doc regressa às salas da cidade invicta para, entre 23 de novembro e 1 de dezembro, mostrar filmes feitos recentemente, outros que são segredos bem guardados e alguns já considerado clássicos. A mostra conta com 133 filmes que serão distribuídos entre o Teatro Municipal do Porto – Rivoli, o Cinema Passos Manuel e o Planetário do Porto – Centro Ciência Viva, sendo as sessões neste último panorâmicas full-dome, um convite a uma experiência cinematográfica imersiva.

Na secção Highlights deste ano estão as antestreias nacionais de O Filme do Bruno Aleixo, de João Moreira e Pedro Santo, e Cães que Ladram aos Pássaros, o filme de Leonor Teles rodado na cidade do Porto, agendados para o dia da Cerimónia da Entrega de Prémios do festival, a 30 de novembro. Serão também mostrados Andrey Tarkovsky: A Cinema Prayer, um filme feito pelo seu filho, Andrey A. Tarkovsky, em torno da sua vida e obra, e ainda Marianne&Leonard: Words Of Love e o já apresentado no IndieLisboa,  Zé Pedro Rock’n’Roll

Nas sessões especiais, em parceria com a Cinemateca Portuguesa – Museu do cinema, serão exibidas as cópias digitalizados dos “filmes gémeos” A Ilha dos Amores e A Ilha de Moraes, de Paulo Rocha. Gravados no Japão, ambos se centram na vida e obra do escritor português Wenceslau de Moraes, e são apresentados nos dias 29 e 30 de novembro, respetivamente, no Grande Auditório do Rivoli.

Os filmes de Paulo Rocha foram rodados no Japão em 1982 e 1984

À semelhança dos anos anteriores, o Porto / Post / Doc terá uma secção competitiva internacional, jurada por Gurcan Keltek, Ewa Szablowska, Luciano Rigolini, Garbiñe Ortega e Valérie Massadian. A Competição Cinema Novo, por sua vez, será jurada por Jorge Campos, Joaquim Pedro Pinheiro e Radu Sticlea. Serão atribuídos os seguintes prémios: Grande prémio by Vinhos Verdes, para o melhor filme da Competição Internacional, no valor monetário de 3000€; o Prémio da Companhia das Culturas/Fundação Pereira Monteiro, para o melhor realizador da Competição Internacional menos de 36 anos, com uma residência artística na Companhia das Culturas; o Prémio Cinema Novo Canal 180, para o melhor filme da Competição Cinema Novo, com valores monetários de 500€, 2000€ em serviços na BLIT e 500€ em serviços na Show Reel; o Prémio Teenage, atribuído por um conjunto de estudantes do ensino secundário a um conjunto de filmes pré-selecionado dentro da programação do festival; e o Prémio Archa Porto, para o melhor projeto apresentado na oficina Archa, com uma residência artística na Companhia das Culturas.

No comunicado de imprensa, a organização destaca a secção não-competitiva de cinema falado em português, que inclui filmes como Sacavém, de Júlio Alves, Vitalina Varela, de Pedro Costa, Raposa, de Leonor Noivo, No Porto de Leixões – Panorama, de Renata Sancho, e Sério Fernandes – O Mestre da Escola do Porto, de Rui Garrido. 

Esta edição do Porto / Post / Doc é feita com o apoio da Câmara Municipal do Porto, do Iinstituo do Cinema e Audiovisual (ICA) e da CRVV – Vinho Verde. Descobre o resto da programação aqui.

Texto de Carolina Franco
Cartaz disponível via Facebook
O Porto / Post / Doc é parceiro do Gerador

Se queres ler mais entrevistas sobre a cultura em Portugal, clica aqui.