Depois de editar Realismo Capitalista, Vasco Santos, editor da VS Editora, junta-se a Mariana Pinho e Nuno Leão para debater Mark Fisher no dia 29 de junho, às 17h00, no Jardim da Galeria Quadrum, no Palácio dos Coruchéus, em Lisboa. Acid Communism, ou o desejo de inventar um (outro) futuro é uma conversa que pretende levantar as grandes questões dos tempos (e do sistema em) que vivemos, organizada pelo Teatro do Bairro Alto (TBA). 

Nas palavras do filósofo esloveno Slavoj  Žižek, Realismo Capitalista é “um apelo cru a um esforço preservas-te no plano teórico e político” e “o melhor diagnóstico disponível acerca da situação de apuro em que nos encontramos”. Já Steven Shaviro, filósofo e crítico cultural americano, diz que o livro examina “os sintomas do nosso atual mal-estar cultural”. É precisamente sobre esse mal-estar que Vasco Santos, Mariana Pinho e Nuno Leão vão conversar. 

Mark Fisher foi um crítico cultural, blogger, que assinava com o nome K-punk, e foi um dos maiores críticos do capitalismo. O seu primeiro livro Capitalist Realism (2009) confirmou a transversalidade do seu pensamento e a capacidade de cruzar referências pop e mundanas com pensamentos académicos e intelectuais. Quando morreu, tirando a sua própria vida, deixou inacabado o livro Acid Communism, no qual propõe que se oponha o ênfase anticapitalista à visão de um mundo pós-capitalista. O autor será o protagonista de uma série de debates em torno das suas ideias, livros e outros textos no TBA. 

Realismo Capitalista foi traduzido por Vasco Gato e publicado em julho de 2020 pela VS Editora

Partindo de Realismo Capitalista, esta primeira sessão pretende questionar os efeitos do capitalismo no trabalho, na cultura, na educação, na saúde mental. Um pouco em toda a vida. “Será possível imaginar uma alternativa ao capitalismo que não seja um regresso a modelos desacreditados de controlo estatal?”, questiona-se no comunicado de imprensa. Para esta reflexão são convocados, além do editor e fundador da VS Editora, Vasco Santos, Mariana Pinho, doutoranda em Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa e curadora de um programa mensal na Rádio Quântica, e Nuno Leão, estudante de filosofia e tradutor. 

Para participar na sessão é necessário fazer uma inscrição prévia até ao dia 24 de junho, através do endereço de e-mail bilheteira@teatrodobairroalto.pt. A participação está sujeita à lotação limitada. 

Texto de Carolina Franco
Ilustração de Bruno Caracol

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.