Decorreu no passado dia 7 de março às 21h00 o evento que deu o pontapé de saída para Húmus, o festival literário de Guimarães, com o evento “A Minha Vida Dava um Livro”, apresentado por Fernando Alvim. A Plataforma das Artes e da Criatividade em Guimarães recebeu 10 vimaranenses de diferentes áreas que partilharam qual o livro que mais os influenciou até então, e partilhar alguns acontecimentos que podiam dar um bom livro. 

Os convidados foram o coreógrafo Victor Hugo Pontes, a argumentista Maria João Costa, o cineasta Eduardo Brito, o ex-futebolista Neno, a vice-presidente da Câmara Municipal Adelina Pinto, Janete Ruiz, a educadora e chef Liliana Duarte, Margarida Máximo, a apresentadora Catarina Moreira e o escultor Dinis Ribeiro. Com um painel composto por pessoas mais ou menos conhecidas e a representar diferentes áreas, o evento foi pensado para inspirar novos e velhos leitores e proporcionar a troca de referências. 

O festival literário Húmus começou na quinta-feira, dia 7, e acaba no dia 12. Criado em 2017 para comemorar os 150 anos de nascimento de Raul Brandão, conta este ano com Richard Zimler, José Pacheco Pereira, Júlio Magalhães, Alberto S. Santos, Frei Bento Domingues, Fernando Dacosta, Francisco José Viegas, Irene Flunser Pimentel e Rui Pedro Tendinha entre os convidados. No programa do festival encontra-se também em destaque a entrega dos prémios do concurso literário “Elogio a Sophia” no auditório da Escola Secundária Francisco de Holanda. 

A 12 de março, no último dia de festival, celebra-se o aniversário de Raul Brandão, nascido em 1867, na Biblioteca Municipal. A celebração contará com a presença de Fernando Dacosta, Francisco José Viegas, Irene Flunser Pimentel e Rui Pedro Tendinha.

Texto de Carolina Franco
Fotografia de CIAJG disponível via Facebook

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.