Gertrude Stein e Acompanhante é uma adaptação teatral d’A Escola de Mulheres com encenação de Fernanda Lapa. O Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, acolhe esta produção nos dias 29 de fevereiro e 1 de março. 

Esta peça de Win Wells recupera a obra Gertrude Stein and a Companion, de Ernest Hemingay, através de um diálogo improvável entre duas personagens: a autora Gertrude Stein e sua companheira Alice B. Toklas. Através desta conversa, é criado um espaço de debate livre, de ideias e opiniões – ora sobre a nossa identidade, ora sobre as artes – com viagens temporais que datam desde o seu primeiro encontro até à morte de ambas. Surgem ainda outras personagens que conviveram com as duas e que são interpretadas pelas próprias. É o caso de Leo, Picasso, Mabel Dodge ou até do irmão de Gertrude. 

Durante o espetáculo, o pianista Nuno Vieira de Almeida comenta a ação decorrente em palco com peças musicais do período modernista. Recupera também o trabalho musical de compositores próximos de Stein e Toklas – respetivamente interpretadas por Cunha Carvalheiro e Lucinda Loureiro.

Para este espetáculo, a tradução do texto de Win Wells esteve a cargo de Fernando Villas-Boas, enquanto o espaço cénico e os figurinos surgiram da mão de António Largato. O desenho de luz é da responsabilidade de Paulo Santos e a assistente de encenação deste projeto teatral é Marta Lapa.

A Sala Experimental do Teatro Municipal Joaquim Benite recebe o espetáculo no dia 29 de fevereiro, sábado, às 21h00 e, no dia 1 de março, domingo, às 16h00. Os bilhetes já estão disponíveis. 

Texto de Mafalda Lalanda
Fotografia de Margarida Dias

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.