Doclisboa inaugura amanhã, 21 de setembro, uma exposição urbana de fotografias que retratam a ajuda humanitária levada a cabo durante a pandemia em diversos países. Com o título #SaferTogether, a mostra, que nasce de uma parceria com a DG ECHO - Direcção-Geral da Protecção Civil Europeia e das Operações de Ajuda, está patente num dos painéis da Galeria de Arte Urbana - GAU, localizados na Calçada da Glória, onde permanece até ao dia 31 de outubro.

"No início de 2020, a pandemia Covid-19 trouxe o caos por todo o mundo. A Europa rapidamente se tornou o continente mais afectado, seguida pelos Estados Unidos. Mais de um ano depois do início da pandemia, a leitura que se faz é a de que os indivíduos que já se encontravam em situação precária antes da pandemia são os mais atingidos pelas consequências económicas e sociais da crise que se seguiu", pode ler-se numa nota da organização à redação do Gerador.

Para documentar a vida das pessoas mais vulneráveis em todo o mundo, entre novembro do ano passado e fevereiro último, cinco fotógrafos da agência MYOP, com o apoio da Comissão Europeia, no âmbito da campanha #SaferTogether, viajaram para cinco países em desenvolvimento, nomeadamente, Uganda, Líbano, Equador, Haiti e Bangladesh. "Todos estes testemunhos lançam uma luz diferente sobre a pandemia, que é de facto uma crise de saúde, mas cujas consequências são sobretudo sociais e humanitárias, agravando situações pré-existentes no mundo, que já eram marcadas por muitas dificuldades", é dito.

Texto de Flávia Brito
Fotografia de ©Guillaume Binet/MYOP for the EU (Haiti)
#SaferTogether