Na Gala Insties Gerador, a 8 de fevereiro, a EA vai levar-nos a viver uma experiência sonora que explora o conceito de fermentação, o processo bioquímico que transforma o sumo de uva em vinho.

Como? Através de uma fermentação de música ao vivo que vai testar a química de dois estilos musicais tão diferentes mas complementares: o jazz e o hip hop.

Do lado do jazz, teremos André Rosinha, um dos nomes mais sonantes da nova geração do jazz em Portugal. Toca com Salvador Sobral desde 2015, com quem gravou três discos. É também membro do João Barradas trio, Júlio Resende, Samuel Lercher Trio, Ricardo Pinto quinteto e Eduardo Cardinho quinteto. Já lançou dois álbuns em nome próprio.

Do lado do hip hop, teremos Maria, do coletivo Monster Jinx. Detentor de uma sensibilidade fora do vulgar, Maria transpõe o seu sentido estético e a sua capacidade de organização para as suas produções. Exemplos disso são o EP Cor e Forma e as suas várias contribuições para as ROXO ou as Beat Camp.

Este duo improvável vai apresentar um concerto irrepetível, com obras sonoras feitas em exclusivo para este momento. Tudo acompanhado de um copo de vinho EA e de muitas outras surpresas que andamos a preparar ;)

Descobre aqui como podes ir à Gala Insties Gerador
EAemFermentacao-InstiesGerador