“Calmamente – Aprendendo a Aprender-se” é o programa de educação socioemocional integrado no Agrupamento de Escolas Abel Salazar, em Matosinhos. A iniciativa é dinamizada pela Associação Mente de Principiante e cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

O Ensino Básico das Escolas Ermida, Padre Manuel Castro, Igreja Velha e Maria Manuela de Sá são as quatro escolas integradas no projeto que decorre semanalmente, no formato online, em 19 turmas do 3º, 4º e 5º anos de escolaridade. A intervenção começou em outubro de 2020 e terminará em julho de 2021.

Promover a literária emocional, potenciar competências de comunicação, empatia e resolução de problemas são os grandes objetivos do programa, que envolve os professores titulares das turmas e as Associações de Pais das respetivas escolas, para além de uma equipa especializada da Academia Mente de Principiante. O projeto e toda a intervenção será avaliada e monitorizada por uma equipa do Instituto da Maia (ISMAI), externa ao projeto.

“Embora logisticamente seja, talvez, o ano mais difícil para este tipo de intervenção, é, por outro lado, um ano em que é absolutamente fundamental intervir nestes domínios junto das crianças e jovens, no sentido de lhes transmitir equilíbrio e ferramentas que lhes permitam melhorar a sua literacia social e emocional. É grande desafio, mas também uma grande missão” – conclui Andreia Espain, fundadora da Associação Mente de Principiante e responsável pela autoria e coordenação do programa “Calmamente – Aprendendo e Aprender-se”.

Com sede em Maia (Porto), a Associação Mente de Principiante surge com a missão de promover o bem-estar integral através de atividades direcionadas ao contexto escolar, empresarial e comunitário que incidem no desenvolvimento social, pessoal e emocional.  Com foco principal em crianças e jovens, a partilha, o equilíbrio, o conhecimento e a emoção é o ADN da associação.

Texto de Filipa Bossuet

Fotografia da cortesia da Associação Mente Principiante