A organização do Festival Amplifest comunica, na página oficial do Facebook, que os eleitores de André Ventura não são bem-vindos ao festival, pois afirmam não haver espaço para fascismo, LGBTfobia, racismo, sexismo ou aporofobia, como o logo de Branca Studio que ilustra o post reafirma.   

“Nunca pensamos ter a necessidade de escrever tal mensagem, mas depois dos resultados de ontem aqui vai: a Amplificasom e o Amplifest são anti-fascistas. Nos nossos eventos NÃO há espaço para fascismo, LGBTfobia, racismo, sexismo ou aporofobia. Se és um dos 500 mil que votaram no que votaram e tens bilhete para o Amplifest 2021 então, do fundo do coração, pedimos-te: não te juntes a nós em outubro, não és bem-vindo” – informam nas redes sociais do evento.

Amplifest, é um festival de heavy metal que reúne música, conversas, exibições, entre outras atividades. A oitava edição que irá realizar-se nos dias 8, 9 e 10 de outubro no Hard Club “na bela e melancólica cidade do Porto”, conta com nomes como Amenra, Caspian, Envy e Telepathy.

Os bilhetes limitados para as primeiras 150 pessoas já estão esgotados e neste momento, os bilhetes estão a 115,00€.

“Será a mais especial e a mais marcante, usaremos a música que respiramos para regular os nossos estados emocionais e viveremos e partilharemos esta experiência como nunca. Mais que um festival, será uma celebração de tudo o que nos foi retirado recentemente” – acrescentam na sinopse da edição de 2021.

Texto de Filipa Bossuet

Fotografia disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui