É um dos últimos espetáculos do 18.º festival Temps d’Images e fala-nos sobre a obsessão contemporânea pelos movimentos que promovem a ideia de salvação – do mindfulness às experiências de “conhece-te a ti próprio”. Podes vê-lo de 27 a 29 de novembro, no LUX Frágil.

“Da respiração boca a boca ao yoga do olho. Tudo o que ajudar. Prometemos sangue, suor e outras surpresas. A solução é um puzzle que mora no interior. Tenha mão na sua vida! Empower me. Empower you. Empowerbank. Banco do poder. Poder no banco. Dinheiro no colchão. Colchão no chão? Não! Não! Não!”, pode ler-se na sinopse.

O espetáculo é apresentado pela Plataforma285, um coletivo multidisciplinar, fundado em 2011, e que procura desenvolver uma dramaturgia original, assente na procura da não teatralidade, construindo realidades habitadas por atores e não por personagens.

Local: LUX Frágil, Lisboa
Horário: 27 de novembro às 19h, e 28 e 29 de novembro às 10h30
Preço: 12 euros
Fotografia cedida pela organização
EmpowerBank. Quem se salva?