fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Baião in Lisboa Festival está de volta nos dias 8, 9 e 10 de dezembro

O Lisboa Ginásio Clube, Mercado de Culturas, Voz do Operário e Estúdio Time Out vão acolher o festival. Mas há iniciativas também no Teatro da Comuna e na Fábrica Braço de Prata.

Texto de Flavia Brito

Fotografia de Bil

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Vários espaços da capital vão acolher uma programação repleta de workshops, conversas, masterclasses e bailes. São esperadas mais de 600 pessoas, de diferentes países, nesta 14ª edição. O objetivo é só um: dançar e celebrar o forró.

Entre os dias 8 e 10 de dezembro, a programação inclui mais de trinta workshops que terão lugar no Lisboa Ginásio Clube, três bailes da tarde, no Mercado de Culturas, e vários bailes da noite, que decorrerão, sexta e sábado, na Voz do Operário e, no domingo, no Estúdio Time Out, no Mercado da Ribeira.

Para além disso, a iniciativa, realizada pelo Espaço Baião, receberá ainda o Fórum Internacional de Forró, que dará início ao processo de pedido de elevação do forró a Património Imaterial da Humanidade, com várias conversas e masterclasses. "O primeiro passo na elevação e valorização oficial do forró no Brasil foi ser reconhecido oficialmente como património cultural do Brasil, em 2021, pelo Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional", conta Henrique Matos, responsável pelo Espaço Baião.

"Isso faz com que sejam salvaguardada as tradições, costumes e saberes da cultura. Faz com que as iniciativas deste segmento possam concorrer a apoios por parte dos governos a nível nacional e internacional. Sendo reconhecido como património facilita todos estes processos, ajuda no fomento, no reconhecimento dos mestres", explica. Para além de um festival de dança, o Baião in Lisboa Festival é também um lugar de reflexão e discussão sobre a cultura popular brasileira, através do forró.

A programação oficial começa no dia 8, mas comemorações arrancam ainda antes. No dia 6, o Teatro da Comuna recebe um baile 100% vinil e, nos dias 7 e 11, a Fábrica Braço de Prata torna-se na Forró Factory com atuações de DJs em mais de cinco salas.

"Muito trabalho, falta de patrocínios entre todas as dificuldades em promover cultura independente. O evento já conta com participantes vindos de mais de vinte países de todo o mundo. Estamos a preparar uma grande festa para recebê-los em Lisboa", diz-nos ainda Henrique Matos, sobre a iniciativa, cujos bilhetes serão vendidos à porta. O programa está disponível aqui.

O Baião in Lisboa Festival é organizado pelo Espaço Baião, que realiza anualmente também o Maria Bonita Festival. Para além de ser a mais antiga escola de forró em Portugal, é também um centro cultural, que nasceu oficialmente, em 2015, do culminar de mais de 20 anos de pesquisa, mas sobretudo do amor de Henrique Matos à cultura e ao estilo musical do Forró.

“Quando cheguei a Portugal, há 16 anos, o meu objetivo era levar e honrar a minha cultura além-fronteiras, tendo como carro-chefe o forró, nas suas várias vertentes, e como elemento transformador na vida das pessoas”, contou, em junho deste ano, ao Gerador, o professor de dança, que, desde 2012, desenvolve atividades diárias neste âmbito.

Atualmente, a associação conta com um grupo de professores, monitores, bolsistas e alunos dos quatro cantos do mundo, bem como aulas regulares de forró e samba de gafieira, bailes semanais, mensais, além de parcerias com outros agentes culturais e entidades. “Ficamos muito felizes, ainda que a responsabilidade seja bastante grande, em contribuir para o crescimento da visibilidade e respeito pela cultura do Brasil em Portugal e no mundo”, disse.

Publicidade

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

11 Junho 2024

Prémio Fundações vai dar 50 mil euros a projetos de arte, ciência, cidadania e solidariedade

4 Junho 2024

Irene Flunser Pimentel: “o identitarismo é a grande arma da extrema-direita”

28 Maio 2024

Tiago Fortuna: “a deficiência é um espaço de combate para quem a habita”

21 Maio 2024

Mulheres na política: movimento cívico quer subir o limiar da paridade para 50%

15 Maio 2024

No IndieLisboa 2024 o “olhar atento e urgente sobre o mundo” ecoa em todos os filmes

14 Maio 2024

António Sampaio da Nóvoa: “a melhor política educativa é a valorização daquilo que já se faz”

7 Maio 2024

Festival Mental está de volta a Lisboa para a sua 8.ª edição

30 Abril 2024

Flávio Almada: “Devemos recusar a geografia do medo”

16 Abril 2024

‘Psiquiatria Lenta’: Crónicas de João G. Pereira no Gerador editadas em livro

9 Abril 2024

Fernando Dacosta: “Baixou-se o nível das coisas que fomenta a infantilização das pessoas”

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

5 JUNHO 2024

Parlamento Europeu: extrema-direita cresce e os moderados estão a deixar-se contagiar

A extrema-direita está a crescer na Europa, e a sua influência já se faz sentir nas instituições democráticas. As previsões são unânimes: a representação destes partidos no Parlamento Europeu deve aumentar após as eleições de junho. Apesar de este não ser o órgão com maior peso na execução das políticas comunitárias, a alteração de forças poderá ter implicações na agenda, nomeadamente pela influência que a extrema-direita já exerce sobre a direita moderada.

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0