A estrutura cultural O Espaço do Tempo, de Montemor-o-Novo, no distrito de Évora, lançou um concurso internacional para a nova direção artística. O período para a apresentação de candidaturas prolonga-se até 11 de fevereiro.

Segundo o centro multidisciplinar, o concurso visa escolher a direção artística do Espaço do Tempo para o período 2023-2027, com possibilidade de renovação, tendo o contrato de trabalho início no dia 1 de outubro deste ano.

Lançado na passada sexta-feira, o procedimento concursal segue-se ao anúncio da saída da direção artística do Espaço do Tempo do coreógrafo Rui Horta, de 64 anos, prevista para este ano.

Numa mensagem publicada nas redes sociais da estrutura artística, o coreógrafo assinalou que 2022 será “um ano de grande mudança no Espaço do Tempo”, pois deixará a direção artística “desta bela história construída ao longo de 22 anos”.

“O ano em que alguém, certamente muito qualificado, tomará conta dos destinos de uma organização que é um porto de abrigo para dezenas de criadores e criadoras, um espaço de reflexão, invenção e tantas vezes disrupção”, sublinhou.

Rui Horta prometeu, para o “último ano” como diretor artístico de O Espaço do Tempo, a abertura de um novo “espaço de grandes dimensões” destinado a “criações de maior escala”, antes do regresso da estrutura ao Convento da Saudação, que está em obras.

Através deste concurso, O Espaço do Tempo indicou que procura alguém “com amplo conhecimento nas áreas de teatro, dança e performance e uma compreensão clara do ambiente transdisciplinar em que atuam, capaz de identificar talentos, realizando programações relevantes e inovadoras”.

“O futuro diretor/a deverá ter um conhecimento dos desenvolvimentos mais atuais no campo das artes performativas”, possuir “contactos internacionais com artistas e programadores” e demonstrar “um interesse e um compromisso para com o desenvolvimento dos percursos dos artistas”, salientou.

Entre outras capacidades, a estrutura realçou que pretende uma pessoa que seja capaz de “desenvolver relacionamentos com um amplo número de artistas relevantes, tanto emergentes como estabelecidos, promovendo a curadoria de um programa anual de cerca de 80 residências nacionais e internacionais nas áreas de dança, teatro e performance, com possíveis extensões às artes visuais e música”.

“O candidato/a deverá demonstrar capacidade de selecionar e organizar uma programação anual com cerca de 25 eventos, mantendo relações de proximidade com a comunidade local, através de uma presença no terreno capaz de criar uma dinâmica cultural e artística que reflita as especificidades e potencialidades do território”, acrescentou.

Os interessados devem enviar a candidatura, até às 23:59 do dia 11 de fevereiro de 2022, para o endereço de correio eletrónico pedro.mendes@oespacodotempo.pt.

O centro artístico e cultural de O Espaço do Tempo funciona provisoriamente numa antiga oficina, na cidade de Montemor-o-Novo, a Oficina Magina, por estarem a decorrer obras de reabilitação no Convento da Saudação.

Criado em 2000, O Espaço do Tempo é um centro multidisciplinar de residência e experimentação artística que serve de apoio a criadores nacionais e internacionais.

Texto de Lusa
Fotografia disponível noo Facebook d'O Espaço do Tempo

Se queres consultar mais notícias, clica aqui.