Inaugurou no passado dia 16 de fevereiro no Príncipe Real, em Lisboa, uma nova galeria dedicada exclusivamente a artistas contemporâneos portugueses e com representação única em Portugal de peças da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva. Espaço Real, nascida da vontade de Gonçalo Conde, um médico dentista que sentiu uma ligação às artes desde muito novo e começou a colecionar arte com apenas 21 anos, pretende reunir antiguidades e arte contemporânea portuguesa — das artes plásticas à fotografia, escultura e vídeo, até à joalharia — num projeto que se apresenta como “eclético”. 

A representar atualmente Pedro Sequeira (Artes Visuais), Frederico Brízida, Miguel Bartolomeu, André Leal e João Octávio Peixoto (Fotografia), Hugo Palma (Artes Plásticas), Carolina Quintela (Joalharia, Curadoria e Escultura) e Inês Nunes (Joalharia e Curadoria), o Espaço Real conta com um acervo próprio e assume a curadoria do espaço.

Apesar de trabalhar como médico dentista, Gonçalo Conde estudou Joalharia Contemporânea no curso noturno do Centro de Arte e Comunicação Visual Ar.Co, onde conheceu a artista Inês Nunes que, de acordo com o comunicado de imprensa, foi “sua professora e principal incentivadora do seu percurso artístico.”

A galeria Espaço Real abre portas de segunda a sábado, entre as 15h00 e as 20h00, e tem neste momento patente a exposição O Olhar Indisciplinado. Notas sobre Desenho, de Pedro Cerqueira. 

Texto de Carolina Franco
Fotografia de ©Miguel Bartolomeu / Espaço Real

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.