As fakes news serão tema de debate na Sala Estúdio do Teatro Nacional D. Maria II, de 8 a 13 de Outubro, através da iniciativa Fake Week, produzida pela companhia Formiga Atómica, com coordenação de Inês Barahona e Miguel Fragata.

Estão programadas 5 actividades, desenvolvidas com o objetivo de levar os participantes a refletir sobre a questão das fake news, vista sob a perspectiva de diferentes áreas sociais – do jornalismo à política, passando pela psicologia, marketing, ciência, teatro, cinema ou filosofia. O programa inclui: 4 conferências, moderadas por Luís Osório; um ciclo de filmes, seleccionados por Tiago Guedes; uma sessão de análise de micro expressões e detecção de mentiras através da expressão corporal, conduzida por um técnico forense, sobre o trabalho de 4 actrizes que interpretam uma personagem real; um workshop de criação e difusão de fake news; e ainda um conjunto de oficinas de sensibilização para o problema da desinformação, direccionada a escolas.

Todas as actividades da Fake Week são de entrada gratuita (mediante levantamento de bilhete 1 hora antes da actividade em questão e sujeito à disponibilidade da sala) e dirigidas a vários públicos, à excepção do workshop Engana-me que eu gosto e das oficinas Fake AKA Mentira, que requerem inscrição. A Fake Week integra também um trabalho de pesquisa, desenvolvido pela companhia Formiga Atómica, acerca das fake news, para a criação do espetáculo Fake, com estreia marcada para 19 de março de 2020, na Sala Garrett do D. Maria II.

Podes consultar o programa completo da Fake Week no site do D. Maria II.

Texto de Francisco Cambim
Fotografia de Miguel Fragata

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.