O festival de cinema Curtas Vila do Conde, que estava marcado para julho, foi adiado para outubro, por causa do surto de covid-19.

A 28.ª edição deste festival dedicado à curta-metragem estava prevista para as datas de 11 a 19 de julho, sendo adiada para os dias 03 a 11 de outubro, com garantia de manutenção de "todas as parcerias institucionais e privadas".

"A incerteza sobre a situação em Portugal e na Europa, nos próximos meses, fez com que a organização do festival decidisse desde já pelo seu adiamento", refere a organização em comunicado.

Nas últimas semanas foram vários os festivais de cinema que anunciaram alterações nas edições previstas para este ano, por causa das medidas restritivas para conter a pandemia daquela doença.

Foram os casos do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin), que deveria acontecer em abril em Lisboa, e do Festival de Animação de Lisboa - Monstra, a cumprir duas décadas, que estava marcado para este mês.

"Estes são tempos novos e extraordinários para todos. É importante para nós começar a pensar num caminho de regresso, e por isso continuaremos a trabalhar para uma nova edição do festival, ainda que numa altura diferente do ano. Esperamos, assim, acompanhar um recomeço que passe também pelo regresso ao cinema como um local de encontro, num festival que sempre foi uma celebração da cultura e da comunidade", acrescenta ainda a organização.

Em mês também deveriam começar a 13.ª Festa do Cinema Italiano, em várias cidades, e o 17.º IndieLisboa - Festival Internacional de Cinema.

Texto de Lusa e Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Joseph Pearson via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.