Depois de duas edições bem sucedidas, em 2017 e 2018, o Festival (in)Comum regressa à baixa de Coimbra, nos dias 26 e 27 de julho. Sob o signo da “música independente”, a associação Lugar Comum, em parceria com a Agência para a Promoção da Baixa de Coimbra (APBC), convida a explorar alguns espaços do comércio tradicional e de projetos culturais da cidade,  onde será possível ouvir showcases de diversos artistas.

Do cartaz deste ano, destaque para o concerto de Joana Espadinha, na noite de 26 de julho, no Salão Brazil, e para as April Marmara, Éme, Marinho e para o músico galego Santi Araújo, que darão pequenas concertos (showcases), na tarde e noite dos dois dias do festival, em espaços comerciais, em atividade, da baixa coimbrã.

Já no segundo dia do festival, estão previstas várias atividades para miúdos e graúdos: durante a manhã, entre as 11h00 e as 13h00, haverá uma oficina de rádio para os mais novos, "Rádio Baixinha", dinamizada pelo projeto Rádio Quinta das Flores. Além disso, decorrem também exposições de fotografia, projeções de documentários, assim como novas atuações de April Marmara, Éme, Marinho e Santi Araújo.

Mantendo o modelo das edições anteriores, as diversas iniciativas do festival são de entrada gratuita, embora com lotação limitada aos espaços.

O Festival (in)Comum integra-se nas ‘noites temáticas’ (a próxima será, na última sexta-feira de agosto, dedicada ao fado e canção de Coimbra), promovidas pela APBC, que "pretende contribuir para dinamizar a baixa da cidade, enquanto espaço de cultura, de comércio e de lazer", pode ler-se em comunicado.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Tiago Silva via flickr

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.