A terceira edição do Manobras – Festival internacional de Marionetas e Formas Animadas – vai arrancar na próxima sexta-feira, dia 13 de Setembro, e manter-se-á em movimento durante um mês e meio. Inclui espetáculos e oficinas em que as marionetas e as formas animadas se cruzam com o teatro, a dança, as artes de rua e o audiovisual.

O festival vai ocupar ruas, praças, teatros e bibliotecas dos municípios associados à Artemrede: Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela, Pombal, Sobral de Monte Agraço e Tomar. A Artemrede é um projeto de cooperação cultural que trabalha a especificidade dos territórios, apoiando diferentes etapas da criação artística.

Este ano, o programa do Manobras inclui 19 espetáculos, 5 oficinas e 4 projetos audiovisuais de companhias nacionais e estrangeiras. A maior parte dos espetáculos são gratuitos e adequados a um espectro alargado de idades. Muitos espetáculos são também repetidos em diferentes dias e cidades – ver programa.

A abertura do festival dá-se em Pombal, no Jardim da Várzea, dia 13 de Setembro pelas 21h30, com o espetáculo de artes de rua Das Cinzas, da companhia FIAR. Segundo o programa do festival, este espetáculo “propõe um percurso encantatório numa floresta, no qual os espectadores, quais peregrinos, sentem a terra com os pés e despertam os sentidos para a sua virtude. Quando se regressa, talvez a floresta já não seja a mesma (…)”.

Por sua vez, o encerramento do Manobras é no dia 31 de Outubro, em Alcobaça, e conta com a apresentação de Fogo Lento, criação da coreógrafa italiana Constanza Givone, seguindo-se uma festa de encerramento. O espetáculo Fogo Lento debruça-se sobre um ato ancestral exímio na junção de pessoas: cozinhar. A descrição do espetáculo diz-nos que “há conceitos como identidade ou tradição que precisam de ser descascados e cozinhados em lume brando para se apurar os seus sentidos”. No final, é ainda possível aprender uma receita italiana e… petiscar.

Podes saber mais sobre todos os eventos do Manobras aqui.

 

Texto de Maria Costa
Fotografia de Susana Paiva

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.