A 44.ª edição do FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, regressa no mês de maio, entre os dias 1 e 16, com uma programação que inclui 14 espetáculos presenciais e 10 online, dos quais sete são estreias absolutas e, outras sete, são estreias nacionais. A programação, em formato misto, acompanha o tema da sustentabilidade, nas vertentes política, individual, ambiental, afetiva, sexual e mental.

A principal novidade desta edição é o lançamento da nova plataforma FITEI DIGITAL, uma plataforma streaming inovadora dedicada ao teatro em Portugal, com espetáculos que integram a programação online, entre outros conteúdos disponíveis. O novo palco digital, será inaugurado pela dramaturga chilena Manuela Infante, com "Estado vegetal", que apela a uma reflexão sobre a forma de habitar o planeta e a relação com as entidades vegetais.

"Estado vegetal" de Manuela Infante @Maida Carvallo

O FITEI, arranca presencialmente, e pela primeira, em Viana do Castelo, no Teatro Municipal Sá de Miranda, com os espetáculos "Qué locura enamorarme yo de tí", da jornalista e escritora peruana Gabriela Wiener, e "Santa Inés", da companhia galega Feroz, com texto de Lorena Conde e ideia original e interpretação de Inés Salvado, que aborda a liberdade, obediência, violência e a mística na contemporaneidade, numa lembrança das visitas ao Convento das Clarissas, em Santiago de Compostela.

Na cidade do Porto, em palcos como o Rivoli, Teatro Campo Alegre, TNSJ, MSBV, TECA, Bonjóia, Mala Voadora, THSC, CACE, ESAP, Armazém 22; em Vila Nova de Gaia, no Auditório e Zé da Micha; e ainda em Matosinhos, no Teatro Municipal Constantino Nery, serão apresentadas propostas nacionais. É o caso de "MAPPA MUNDI", uma estreia de Eduardo Breda e Joana de Verona, que relata pessoas em trânsito num mundo incompreensível. "Museu vivo de histórias pequenas e esquecidas", de Joana Craveiro, é uma das obras que incorpora a temática da sustentabilidade da democracia.

"Museu vivo de histórias pequenas e esquecidas", de Joana Craveiro @Estelle Valente

Neste ano 2021, a 44.ª edição do FITEI, concretiza uma nova parceria com Viseu, onde serão transmitidos online o projeto do Teatro Viriato e de Sónia Barbosa, em conversas sobre teatro pela "Noite Fora", e ainda a conferência promovida pelo Fórum Dança e O Rumo do Fumo, "A minha História da Dança".

À semelhança das edições anteriores, a programação do FITEI encontra-se aberta aos atores em formação, através da secção O FITEI E AS ESCOLAS DO PORTO, que contará com espetáculos do balleteatro, ESAP e ESMAE. A formação de profissionais e estudantes de teatro mantém-se com workshops presenciais e masterclasses online com o selo ISTO NÃO É UMA ESCOLA FITEI. Já o FITEI ABERTO, proporciona um conjunto de atividades gratuitas para o público, com o lançamento de livros, conversas presenciais e online e concertos. É neste contexto que Marcela Lucatelli, performer brasileira da expressão vocal e sonora, chega ao festival, numa parceria com a Matéria Prima, para um workshop e performance. Também aqui os Favela discos,  lançam o seu novo álbum, em colaboração com a Circolando e o Criatório.

"Qué locura enamorarme yo de tí", da jornalista e escritora peruana Gabriela Wiener

Toda a programação da 44.ª edição do FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, que acontece de 1 a 16 de maio de 2021, pode ser consultada aqui.

Texto Ana Mendes
Fotografias da cortesia do FITEI - Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.