fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Festival Jardins Abertos lança novo projeto em três espaços verdes de Lisboa

Efeito de Estufa é o novo projeto do festival Jardins Abertos, que, até 26 de março, reúne arquitetura e arte às paisagens naturais da Estufa Fria de Lisboa, do Parque Botânico do Monteiro-Mor e dos jardins do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta.

Texto de Analú Bailosa

Fotografia de Aline Macedo

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

O Colectivo Warehouse, o Estúdio Jaca e o Atelier Peninsular são os ateliês de arquitetura responsáveis pela conceção de três “estruturas efémeras” nos espaços ocupados pela programação, lê-se no comunicado à imprensa. Nelas terão lugar, durante quatro dias, performances, instalações e workshops para refletir sobre os desafios ambientais do presente e imaginar novos modelos sustentáveis de vivência coletiva para o futuro.

As propostas artísticas arrancam com uma apresentação, na manhã do dia 18 de março, do grupo Os Espacialistas, que irá transformar, no Parque Botânico do Monteiro-Mor, um conjunto escultórico de 41 varas de madeira feitas à medida do corpo humano num jogo de micado performativo. A partir das 19h, também está confirmada a participação dos autores Mestre André e André Hencleeday, cuja contribuição conjunta consiste numa peça musical de longa duração que “imobiliza o tempo e abranda o espaço” dos jardins do Palácio Pimenta. No dia seguinte, a Estufa Fria de Lisboa acolhe Ricardo B. Marques e a sua criação audiovisual sobre o impacto ambiental e social das condutas de gás natural.

O segundo fim de semana do projeto inicia a 25 de março com a atividade Escondido em Plena Vista, organizada pelo Tinctorium Studio, especialista em serviços de tingimento natural. Com o objetivo de tornar visível os pigmentos naturais existentes no Jardim Botânico de Monteiro-Mor, tecidos de painéis e capas vestíveis serão tingidos exclusivamente com as plantas do local. “Ao tingir com o que é sazonal e abundantemente disponível neste espaço, numa época com relativamente pouco a aproveitar, a obra reflete admiração por todas as plantas, respeito pelos seus ciclos de vida e satisfação com o que temos”, afirma, ao Gerador, Annette Brinckerhoff, fundadora da empresa e facilitadora da visita guiada.

A artista explica-nos que a missão do estúdio passa pela regeneração da conexão entre as pessoas e a natureza, evitando sentimentos como a infelicidade, a ansiedade e a insatisfação, que levam a civilização moderna a “encher esse buraco no coração com coisas superficiais”. Na sua opinião, o trabalho que promove serve como uma lente para facilitar o aprendizado sobre espécies específicas, seus nomes e possíveis usos. “As cores surpreendentes que são extraídas das folhas verdes tendem motivar entusiasmo e curiosidade sobre a mesma planta. Depois de colocar um pé neste mundo [do tingimento natural], fica muito mais fácil entender a natureza como remédio, alimento ou abrigo”, diz.

Ao destacar que a gratuidade do programa facilita uma interação necessária entre o público e os ambientes verdes da cidade que “nem sempre são apreciados”, Annette partilha a expetativa para a sua participação: que, ao vestir as capas e andar pelo jardim envoltos nos “tecidos vivos”, os visitantes comecem a olhar as plantas à sua volta com novos olhos e apreciar toda a flora como “uma fonte de inumeráveis surpresas”.

A experiência sensorial Silêncio que vão cantar os pássaros, de Nils Meisel e Rodrigo Pedreira, encerra, nos jardins do Palácio Pimenta, o último sábado de programação, enquanto o exercício sonoro Litania, criado por Bruno Huca, Ivo Meco e Patrícia Andrade, marca o fim do projeto, a 26 de março, na Estufa Fria de Lisboa.

As estruturas Natural Construído, do Colectivo Warehouse, Abrigo, do Estúdio Jaca, e Atmosferas, do Atelier Peninsular, estão disponíveis para visitação desde o dia 11 de março, conforme os horários e preços de entrada dos espaços em que estão instaladas. Mais informações sobre o Efeito de Estufa, iniciativa do Festival Jardins Abertos, estão disponíveis online.

Publicidade

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

16 Abril 2024

‘Psiquiatria Lenta’: Crónicas de João G. Pereira no Gerador editadas em livro

9 Abril 2024

Fernando Dacosta: “Baixou-se o nível das coisas que fomenta a infantilização das pessoas”

3 Abril 2024

Festival Bons Sons convida o público a viver a aldeia em toda a sua diversidade

2 Abril 2024

Mariana Vieira da Silva: Marcelo “será visto como alguém que contribuiu para a instabilidade”

26 Março 2024

Diana Andringa: “o jornalismo está a colaborar na criação de sociedades antidemocráticas”

19 Março 2024

Leonor Chicó: “no nosso quintal já se sentem os efeitos da crise climática” 

16 Março 2024

José Pacheco Pereira atribuiu nota 7 à probabilidade de uma guerra na Europa

12 Março 2024

A Open Food Facts quer empoderar os consumidores através da informação

5 Março 2024

Bolsa Amélia Rey Colaço abre candidaturas para 7ª edição

29 Fevereiro 2024

50 Abris: diferentes retratos da liberdade precisam de apoio para sair em livro

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

Saber mais

1 ABRIL 2024

Abuso de poder no ensino superior em Portugal

As práticas de assédio moral e sexual são uma realidade conhecida dos estudantes, investigadores, docentes e quadros técnicos do ensino superior. Nos próximos meses lançamos a investigação Abuso de Poder no Ensino Superior, um trabalho jornalístico onde procuramos compreender as múltiplas dimensões de um problema estrutural.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0