A Câmara da Mealhada anunciou a 4.ª edição do Festival de Jazz. O festival regressa à cidade nos dias 3 e 4 de setembro com artistas nacionais e internacionais.

Depois da interrupção em 2020, devido à pandemia, o Festival de Jazz da Mealhada escolhe o palco do Cineteatro Messias (limitado à capacidade de 188 lugares), para trazer à cidade nomes de várias partes do mundo. A transição de espaço, que antes era ao ar livre, deve-se ao facto das preocupações relativas ao covid-19 pois, “num espaço aberto não seria possível controlar o número de pessoas, poderia haver aglomerações e as pessoas que não cumpririam as regras”, explica a organização do evento.

O programa do Meajazz para esta edição é marcado pela presença de artistas de quatro países diferentes. No dia 3 de setembro, o festival conta com as portuguesas Maria Casal e Sónia Pinto e o quarteto brasileiro Cirro Cruz Quarteto. No segundo e último dia, a iniciativa conta com as atuações de Cucoma Combo (Itália), grupo Mova Dreva (Bielorrússia/Portugal) e ainda o trompetista mealhadense Luís Martelo, com as filarmónicas Lira Barcoucense e Pampilhosense (Portugal).

Este ano o evento assegura testes rápidos de saliva à covid-19, para “quem quiser testar-se antes de entrar na sala do Cineteatro Messias”, disse em conferência de imprensa o presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro.

O Meajazz é um evento organizado pela Câmara Municipal da Mealhada, distrito de Aveiro, com o mecenato do restaurante Rei dos Leitões e o apoio à Produção Associação Motivos Alternativos.

Texto por Patrícia Nogueira e Lusa
Fotografia disponível via Pexels
Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.