fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Festival Mental está de volta a Lisboa para a sua 8.ª edição

Entre os dias 10 e 25 de maio, o evento vai contar com sessões de cinema, debates, apresentações de livros, painéis de conversa e muitas outras atividades dentro e fora de portas. No dia 18, o Cinema São Jorge vai receber o debate moderado pelo Gerador sobre saúde mental e assédio moral e sexual no ensino superior.

Texto de Débora Cruz

Fotografia cortesia do Festival Mental

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Dar continuidade e reforçar a necessidade de falar sobre saúde e doença mental no espaço público é o principal objetivo da programação do MENTAL em 2024. “Depois de vários anos em que o assunto era vastamente discutido graças aos efeitos psicológicos nocivos de uma pandemia, o festival propõe-se a não deixar o discurso voltar à escuridão agora que o estado de alerta acabou”, escreve a organização, em comunicado. Nesse sentido, o evento vai refletir sobre temas como a “Saúde Mental na Comunicação Social”, na “Burocracia do nosso dia-a-dia” e também no mundo da música.

O Cinema São Jorge, o Espaço Atmosfera m e o Parque da Quinta das Conchas vão ser os palcos da programação deste ano. Entre os convidados e palestrantes desta edição, encontram-se nomes como o de Rita Sepúlveda, investigadora, Tânia Graça, psicóloga e sexóloga, Vítor Cotovio, psiquiatra e membro do Conselho Nacional de Saúde Mental, Filipe Pereira, diretor geral da CARMA CPLP, Ana Vaz, psicóloga da AfroPsis, e Florbela Godinho, jornalista da RTP, entre muitos outros.

O arranque do festival vai ser feito feito no Espaço Atmosfera m a 10 de maio com a apresentação do livro O Jogo do Veneno, de Ricardo Belo de Morais. A partir de 16 de maio e até dia 19, o MENTAL ocupa o Cinema São Jorge com sessões de M-Cinema: Mostra Internacional de Curtas e Médias-Metragens, M-Debates, M-Talks, Mental Jovem e Mental Sénior, entre outras atividades.

A série jornalística do Gerador, Abuso de Poder no Ensino Superior, faz parte da programação do dia 18 de maio e vai ser apresentada pelas jornalistas autoras no Cinema São Jorge, pelas 10 horas. A apresentação vai ser seguida de um debate sobre assédio e saúde mental com as palestrantes Filipa Santos, presidente da Associação Nacional de Estudantes de Psicologia (ANEP) e Célia Figueira, coordenadora do Gabinete de Apoio Psicopedagógico ao Estudante da Faculdade de Psicologia e do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, e secretária da direção da Rede de Serviços de Apoio Psicológico no Ensino Superior (RESAPES).

Esta 8.ª edição conta também com programação ao ar livre, com o Mental Natura, o workshop Emocino-NADA! Vamos explorar emoções?, que acontece no dia 25 de maio no Parque da Quinta das Conchas, no Lumiar.

O festival é uma produção da Safe Space Portugal, uma associação sem fins lucrativos, que nasceu em 2017 para combater a iliteracia sobre a saúde mental. Conta ainda com a co-produção da Coordenação Nacional das Políticas de Saúde Mental.

Para consultares toda a programação, podes clicar, aqui.

Publicidade

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

14 Junho 2024

Tempos Livres. Iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitar

13 Junho 2024

Ansiedade Política: Como Lidar com a ascensão da Extrema Direita?

12 Junho 2024

42: Prólogo

12 Junho 2024

Haris Pašović: “Não acredito que a arte deva estar desligada da realidade”

11 Junho 2024

Sobre o Princípio de Reparação do Dano Ambiental (e a Necessidade de Tutelar o Direito ao Ambiente)

11 Junho 2024

Prémio Fundações vai dar 50 mil euros a projetos de arte, ciência, cidadania e solidariedade

10 Junho 2024

Matilde Travassos: “A intuição é a minha única verdade”

7 Junho 2024

Tempos Livres. Iniciativas culturais pelo país que vale a pena espreitar

6 Junho 2024

Em voz alta: Medo em tempos de ódio

6 Junho 2024

Sobre o novo aeroporto e a sustentabilidade do setor da aviação

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

5 JUNHO 2024

Parlamento Europeu: extrema-direita cresce e os moderados estão a deixar-se contagiar

A extrema-direita está a crescer na Europa, e a sua influência já se faz sentir nas instituições democráticas. As previsões são unânimes: a representação destes partidos no Parlamento Europeu deve aumentar após as eleições de junho. Apesar de este não ser o órgão com maior peso na execução das políticas comunitárias, a alteração de forças poderá ter implicações na agenda, nomeadamente pela influência que a extrema-direita já exerce sobre a direita moderada.

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0