A presença de Flak enquanto compositor convidado no Festival da Canção 2019 foi já anunciada. O músico português, um dos fundadores dos Rádio Macau e responsável pela produção discográfica de artistas como Jorge Palma e Requiem Pelos Vivos, marca agora também presença na edição que aí vem do festival de música.

Em outubro deste ano, Flak lançou o seu mais recente disco, “Cidade Fantástica”, que se encontra à venda para o público em formato CD e vinil. O cantor tem já programada uma digressão para 2019, e as datas serão anunciadas brevemente.

“Os Tempos Estão a Mudar” é o terceiro single do álbum recentemente estreado. Sobre esta canção em particular, Flak afirma ter-se baseado no refrão de Bob Dylan. “A canção foi feita antes de ele ganhar o prémio Nobel. Nem imaginava tal coisa. De resto, é apenas uma constatação de que os tempos estão sempre a mudar, quer queiramos quer não”, declara o músico.

Além de Flak, outros 15 artistas foram também convidados a compor para o Festival da Canção 2019, entre os quais André Tentúgal, Calema, Conan Osíris, D’Alva, D.A.M.A., Filipe Keil, Frankie Chavez, Lura, Mariana Bragada, Miguel Guedes, NBC, Rui Maia, São Pedro, Surma e Tiago Machado.

Texto de Carolina Gaspar
Fotografia de Vitorino Coragem

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.