Palco de lançamentos de livros, debates, mesas redondas, entrevistas, sessões de autógrafos e conversas, entre escritores e leitores, o Folio — Festival Literário Internacional de Óbidos regressa à vila, nos dias 14 e 24 de outubro, numa edição que que se dedica ao "Outro".

Depois de um ano onde as restrições se fizeram ouvir, 2021 retoma com “um dos eventos fundamentais quer no contexto nacional quer no território de Óbidos”. Quem o diz é Humberto Marques, o presidente da Câmara e toda a comunidade que descobre o F(o)lio.

Pode ser uma imagem de texto

Voltando-se ao tema “O outro”, o festival regressa este ano à vila com 32 escritores nacionais e estrangeiros a protagonizarem 16 mesas de discussão em que se discutirão temas como a cor da pele, a violência de Estado, a liberdade de expressão, guerras, revoluções, o fim das democracias, uma Europa de migrantes e o sentimento de pertença a um lugar.

Com uma programação completa por autorxs, concertos e exposições, nomes como Ana Sofia Godinho, também curadora do Folio Educa, a jornalista Ana Sousa Dias, no Folio Autores, em conjunto com Pedro Sousa, da Sociedade Vila Literária, entre outros.

A título de conversas, a escritora Leïla Slimani vai dialogar com o autor Juan Gabriel Vasquez, a jornalista Isabel Lucas abordará Itamar Vieira Júnior, enquanto Jeferson Tenório falará com Paulo Scott.
Já o historiador e ex-deputado Fernando Rosas estará em conversa com a Lilia Schwarcz, o norte-americano Richard Zimler com a britânica nascida na China Jung Chang e Mário Lúcio falará com Mário de Carvalho.

Pode ser uma imagem de 3 pessoas e texto

Alberto Manguel vai estar com Pedro Mexia, Ricardo Araújo Pereira com Dulce Maria Cardoso, João Paulo Borges Coelho com Ana Margarida de Carvalho, Ana Luísa Amaral com Amália Bautista, Tatiana Levy com Giovana Madalosso, Cláudia Andrade com Luís Cardoso, Ece Temelkuran com Daniel Innenarity, Ilja Leonard Pfeiffer com Davide Enia, Bruno Vieira do Amaral com Maria Antónia Oliveira e, a fechar, Daniel Sampaio estará à conversa com um autor ainda a designar.

Pode ser uma imagem de 9 pessoas e texto

Junta-se ainda a Boémia que levará espetáculos musicais, leitura de poemas e DJ a espaços como o jardim do Espaço Ó, jardim do Solar da Praça de Santa Maria e Museu Municipal.

O espetáculo apresentara ainda a Folio Ilustra, que tem como destaque a “PIM! Mostra de Ilustração Para Imaginar o Mundo” e a entrega do Prémio Nacional de Ilustração, que promoverá também conversas entre autores e o público, estando confirmadas as participações de Andreia Brites, Rita Pimenta, Sandy Gageiro, David Machado, Madalena Moniz, Ricardo Ladeira, Maurício Vieira, Jonathas Martins, Patrícia Portela e o escultor José Aurélio.

Quanto à Folia, o cartaz, da responsabilidade da Fundação Inatel (parceira da organização), conta nesta edição com Ana Lains, Galandum Galundaina, Dead Combo, Maria Monda, Luta Livre, Mário Lúcio e Teresa Salgueiro, A Garota Não, Stereossauro e Diabo a Sete.

Durante o período do festival contará ainda com lançamentos de livros, oficinas de escrita criativa, masterclasses, conversas com escritores e a apresentação do Curso de Turismo Literário (do Turismo de Portugal). Estas são algumas das propostas avançadas pelo Folio +.

Voltado agora para a Educação, o Folio Educa voltará a ser palco do seminário internacional, dedicado ao tema “Projetar uma educação em rede” e que abordará os desafios e oportunidades da transição para o digital, quer ao nível da leitura quer da educação e do ensino.

Desde 2015 que a edição do Folio conta com o investimento de meio milhão de euros, comparticipados por fundos comunitários. Ficando sob a responsabilidade da empresa municipal Óbidos Criativa e da Fundação Inatel, este ano, o Folio + fica a cargo da Livraria Ler Devagar, da responsabilidade de José Pinho.

Texto de Patrícia Silva
Fotografia da cortesia do festival
Se queres consultar mais notícias, clica aqui.