From Atomic, a banda que nasceu em Coimbra em 2018, editou o seu disco de estreia, Deliverance,no dia 27 de março, pela Lux Records.

Alberto Ferraz (na guitarra) desafiou Sofia Leonor (na voz e no baixo) a fazerem algo em conjunto, aos quais se juntou mais tarde Márcio Paranhos (bateria), formando-se o núcleo 'atómico'. O som deste trio reflete influências de Yeah Yeah Yeahs, The Jesus & Mary Chain, Cocteau Twins, The Cure, DIIV, Siouxsie & The Banshees, Joy Division, The Raveonettes ou Sonic Youth, buscando muito do post punk britânico da década de 80, mas também algo do indie noise da década seguinte. Apesar das referências, os From Atomic encontraram um som com marca própria.

Nas palavras da banda, Deliverance “é uma descida às profundezas inerentes ao processo de concepção de identidade. Intemporais, as palavras reagem ao impulso incontrolável de procurar entender como sentir e aceitar o mundo”. Foi gravado e produzido nos estúdios da Blue House por Henrique Toscano e João Silva, tem mistura e masterização de João Rui, contando com colaboração em uma faixa de Rui Maia (X-Wife, Mirror People).

Em maio de 2018, lançaram Heaven´s Bless, que, além de passar na RUC e na Antena 3, foi incluído na coletânea A date with Gliding Barnacles (Lux Records) e integrado no CD Novos Talentos FNAC 2019.

Conhece aqui a canção Heartbeat e ouve o resto do disco Deliverance na página do spotify dos From Atomic.

Texto de Rita Dias
Fotografia de João Azevedo

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.