Já estão abertas, até 14 de novembro, as candidaturas para a 13ª edição do Prémio Novos Artistas Fundação EDP. Esta iniciativa tem periodicidade bienal e pretende dar a conhecer e apoiar o talento nacional no domínio das artes plásticas e visuais. Criado em 2000, este prémio tem sido fundamental para a divulgação e suporte do trabalho de artistas emergentes.

As candidaturas ao Prémio da Fundação EDP podem ser efetuadas por portugueses a residir ou não no país, sem qualquer limite de idade. A cada edição, o júri internacional selecionado distingue até nove artistas de entre todos os participantes, que poderão integrar uma exposição que se realiza no âmbito da entrega do Prémio. Este ano, a exposição terá lugar no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT).

Inês Grosso, curadora do MAAT, Sara Antónia Matos e João Silvério, curadores e críticos de arte, são os nomes a quem caberão as decisões a tomar neste Prémio Novos Artistas que aí vem. Dos vencedores de antigas edições, destacam-se, entre outros, Joana Vasconcelos, Leonor Antunes, Vasco Araújo, Carlos Bunga, André Romão, Gabriel Abrantes, Priscila Fernandes, Mariana Silva e Claire de Santa Coloma.

O apoio à cultura contemporânea é assumidamente uma das missões da Fundação EDP. É esta entidade que possui e gere dois grandes museus da capital portuguesa, a Central e o MAAT.

 

Texto de Carolina Gaspar

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica aqui.