fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Fundação Gulbenkian abre candidaturas para dois projetos direcionados a jovens

Os jovens com idades entre os 20 e 28 anos podem candidatar-se ao Conselho Consultivo Jovem e acompanhar as atividades desenvolvidas pelo Centro de Arte Moderna Gulbenkian (CAM). Para os jovens entre os 18 e os 25 anos, estão abertas as candidaturas para o “Fabulatório”, um laboratório de experimentação, pensamento e criação. As candidaturas para os dois projetos estão abertas até 19 de setembro.

Texto de Débora Cruz

Fotografia de John Schnobrich via Unsplash

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Na primavera de 2024, o Centro de Arte Moderna Gulbenkian (CAM) vai reabrir as portas do seu edifício ao público, com o objetivo de ampliar e aprofundar a sua relação com os mais jovens. Para isso, a entidade vai contar com a ajuda de um Conselho Consultivo, constituído por um grupo de nove pessoas com idades compreendidas entre os 20 e 28 anos. 

Os participantes vão ter a possibilidade de “conhecer e acompanhar o trabalho de profissionais nas áreas da programação, curadoria, coleção, divulgação e direção”, “refletir sobre as necessidades das novas gerações”, bem como “participar na ação e no desenho da programação do CAM”, lê-se no comunicado. O Conselho Consultivo Jovem vai ter a duração de dez meses e a participação vai ser remunerada em mil euros, no final do projeto. 

A Open Call para participar no Fabulatório – Laboratório de práticas ficcionais e performativas também já foi lançada. De setembro a fevereiro de 2024, a fundação convida jovens com idades entre os 18 e 25 anos a participar no laboratório de experimentação, pensamento e criação, orientado por “artistas que se movem entre diferentes disciplinas”, lê-se na nota de imprensa. Em cada sessão vão ser propostos desafios de experimentação que possam espoletar processos ficcionais e especulativos.

O Fabulatório vai ser desenvolvido através de encontros semanais, realizados em horário pós-laboral, num total de 45 horas de duração. O projeto encerra com uma apresentação pública na Fundação Gulbenkian, focada no processo e construída pelo coletivo.

As candidaturas para os dois projetos estão abertas até ao dia 19 de setembro. A organização esclarece que os jovens podem candidatar-se às duas iniciativas, mas a participação nas duas, em simultâneo, não é permitida.

Podes consultar mais informações e aceder aos formulários de candidatura, ao clicar, aqui.

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

21 Maio 2024

Mulheres na política: movimento cívico quer subir o limiar da paridade para 50%

15 Maio 2024

No IndieLisboa 2024 o “olhar atento e urgente sobre o mundo” ecoa em todos os filmes

14 Maio 2024

António Sampaio da Nóvoa: “a melhor política educativa é a valorização daquilo que já se faz”

7 Maio 2024

Festival Mental está de volta a Lisboa para a sua 8.ª edição

30 Abril 2024

Flávio Almada: “Devemos recusar a geografia do medo”

16 Abril 2024

‘Psiquiatria Lenta’: Crónicas de João G. Pereira no Gerador editadas em livro

9 Abril 2024

Fernando Dacosta: “Baixou-se o nível das coisas que fomenta a infantilização das pessoas”

3 Abril 2024

Festival Bons Sons convida o público a viver a aldeia em toda a sua diversidade

2 Abril 2024

Mariana Vieira da Silva: Marcelo “será visto como alguém que contribuiu para a instabilidade”

26 Março 2024

Diana Andringa: “o jornalismo está a colaborar na criação de sociedades antidemocráticas”

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

1 ABRIL 2024

Abuso de poder no ensino superior em Portugal

As práticas de assédio moral e sexual são uma realidade conhecida dos estudantes, investigadores, docentes e quadros técnicos do ensino superior. Nos próximos meses lançamos a investigação Abuso de Poder no Ensino Superior, um trabalho jornalístico onde procuramos compreender as múltiplas dimensões de um problema estrutural.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0