Na quarta-feira, dia 11 de dezembro,  a Culturgest recebe Hamady Bocoum no âmbito da conferência internacional “Memórias Orais de Africanos e Afrodescendentes em Portugal”.

O ano dedicado às línguas indígenas pela UNESCO é o pretexto para uma conversa com o atual diretor do Museu das Civilizações Negras em Dakar, no Senegal. É precisamente nesse museu  onde apresenta exposições dedicadas às antigas escritas, à oralidade e às máscaras das culturas de África.

Além de arqueólogo, Hamady Bocoum é autor de artigos e livros científicos. O seu percurso integrou vários espaços e instituições:. É o caso da Cheikh Anta Diop, do Património Cultural do Senegal, do Comité do Património Mundial da UNESCO e do Fundo Global para o Património Africano. Também preparou as candidaturas de paisagens culturais senegalesas: os metálicos da Senegâmbia, o Desta do Saloum e o País Bassari.

A iniciativa, promovida pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e pelo Centro de Estudos sobre África e Desenvolvimento (CEsA) do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa, “pretende salientar a importância das memórias daqueles que, como protagonistas ou não, vivenciaram o período colonial na metrópole.” O leque temático estende-se até vários domínios artísticos como a literatura, a música, a dança, o teatro e outras formas de expressão performativas.

A sessão tem início marcado para as 18h. A entrada é livre para estudantes e apresenta um custo de 10€ para outras participações com certificado de presença. Confere toda a programação aqui.

Texto de Mafalda Lalanda
Fotografia via Cultugest

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.