A Universidade da Beira Interior, na Covilhã, vai acolher a primeira edição do Encontro Nacional de Jornalistas de Meios Regionais. O evento promovido pelo projeto Re/media.Lab decorre entre 30 de setembro e 02 de outubro e terá como mote “Jornalismo nos Meios Regionais no Séc. XXI: Práticas, Deontologia e Formação”, segundo nota enviada às redações.

 “É um encontro que se pretende abrangente e uma oportunidade para, entre jornalistas, debatermos os desafios que se colocam à profissão e também aos modelos de negócio que estão associados ao setor”, refere o presidente da comissão organizadora, Nuno Francisco.

O programa - que está ainda a ser ultimado - terá como principais eixos de debate questões relacionadas com as práticas, a deontologia e a formação.

O jornalismo de proximidade “está a suscitar um interesse cada vez maior e por isso é um encontro que, para além dos jornalistas, vai contar com a presença de académicos e responsáveis pela definição de políticas públicas, bem como representantes do sector”, explica João Carlos Correia, investigador responsável do projeto Re/media.Lab.

Devido às restrições impostas pela pandemia está previsto que o evento decorra em modo híbrido, com ações presenciais e digitais. “Vamos desencadear o debate durante os próximos meses, no continente e nas regiões autónomas, para que todos os jornalistas tenham a oportunidade de participar. No encontro propriamente dito, teremos um jornalista por distrito, que assumirá o papel de porta-voz daquilo que for debatido”, revela Nuno Francisco.

O Re/media.Lab – Laboratório e Incubadora de Media Regionais é um projeto sediado no LabCom – Comunicação e Artes, unidade de investigação da Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior. Iniciado em maio de 2018, o projeto decorre até janeiro de 2022 e conta com o cofinanciamento do Centro 2020, Portugal 2020, União Europeia (FEDER) e a Fundação para Ciência e Tecnologia.

Texto por Sofia Craveiro
Fotografia via Unsplash

Se queres ler mais notícias clica aqui.