Governantes, especialistas e representantes de associações na área do combate à violência contra as mulheres e violência doméstica estão hoje e manhã reunidos no I Fórum Portugal Contra a Violência.

O evento é organizado pelo Governo e pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género e pretende “fazer uma divulgação ampla das novas ferramentas e serviços de intervenção neste domínio, bem como identificar e analisar os impactos e os desafios para a plena implementação da política pública nacional na prevenção e combate efetivo à violência contra as mulheres e violência doméstica”, segundo comunicado divulgado pelo executivo. “Muitas das novas ferramentas e serviços foram criadas em cumprimento da Resolução do Conselho de Ministros n.º 139/2019, que aprovou medidas extraordinárias de prevenção e combate à violência doméstica”, lê-se na mesma nota.

Os dois dias do Fórum dirigem-se a profissionais, especialistas e públicos estratégicos nacionais e internacionais mas também à população em geral.

Rosa Monteiro, Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade destaca a importância do “trabalho em rede”, que foi salientada pelos constrangimentos causados pela pandemia e diz ser “crucial identificar os pontos de falha e de melhoria na prevenção e combate à violência doméstica, que exige articulação e convergência entre os vários setores e profissionais”. A responsável, que é citada na nota, diz ainda que os novos instrumentos apresentados neste evento “resultam de um trabalho, pela primeira vez, profundamente intersectorial de coprodução.”

O Fórum terá lugar na Reitoria da Universidade Nova de Campolide. A sessão é transmitida em direto através da página de Facebook e site da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género. O programa pode ser consultado aqui. As inscrições para participar podem ser feitas através do formulário criado para o efeito.

Na nota é ainda destacado que “a violência contra as mulheres e a violência doméstica é crime público e uma responsabilidade coletiva. Ligue 800 202 148 ou envie uma SMS para o 3060”.

Fotografia de Terren Hurst via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre sociedade clica aqui.