A Imprensa Nacional, editora pública de Portugal, celebra 250 anos de vida recordando o seu passado histórico dedicado à indústria, às artes e letras, numa exposição que é inaugurada esta sexta-feira, dia 6 de setembro.

Intitulada “Indústria, Arte e Letras. 250 Anos da Imprensa Nacional”, a exposição gratuita, dedicada à história da empresa pública, estará aberta ao público até ao dia 24 de novembro, no Picadeiro Real do Antigo Colégio dos Nobres, junto ao Museu Nacional de História Natural e da Ciência e ao Jardim Botânico de Lisboa.

Organizada em 10 núcleos, que seguem uma narrativa cronológica, a mostra “cruza várias dimensões que, não constituindo linhas temáticas, são transversais a toda a leitura histórica, do seu percurso industrial à atividade editorial, da sua dimensão artística ao seu papel formador na área das artes gráficas”, refere a instituição em comunicado.

De acordo com o mesmo documento, a exposição vai destacar “o desempenho de uma missão pública que foi sendo condicionada por diferentes contextos políticos, mas que lhe conferiu sempre um papel estratégico”.

Além da história que remonta à sua criação por alvará régio, em 1768, a evocação dos 250 anos da Imprensa Nacional também olha para o futuro, abordando os desafios de inovação, sobretudo os associados à impressão gráfica de segurança e ao acesso ao conhecimento na era digital.

A Imprensa Nacional está a dinamizar um programa alargado de iniciativas para comemorar os 250 anos, que integra atividades editoriais, culturais e de valorização do património histórico, abordando a sua história desde a sua fundação até à atualidade.

A Imprensa Nacional é a editora pública em Portugal, agente cultural e de disseminação da língua e da cultura portuguesas, sendo também responsável pela publicação do Diário da República eletrónico, e pela produção de livros, publicações, impressos, boletins, entre outros documentos de segurança.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de nchenga via flickr

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.