A fotógrafa Isabel Nolasco apresenta o seu livro de fotografia “Timor-Leste – Do Paraíso | Husi Paraízu” no próximo dia 4 de julho, pelas 15h30, no Museu do Oriente, em Lisboa. A obra reúne o acervo fotográfico que a fotógrafa foi registando em Timor-Leste ao longo dos quase 10 anos em que ali viveu, mostrando o país em todas os suas dimensões: as suas paisagens, as suas pessoas, a sua arquitetura, elementos do sagrado, e fotografia de rua, a cores e a preto e branco.

Com a sua obra, a autora pretende enaltecer, num registo impressivo, Timor-Leste e a sua história recente. Por outro lado, a obra contribuirá para o enriquecimento do panorama literário e artístico de Timor-Leste, ainda em desenvolvimento, sendo igualmente mais um instrumento de divulgação do país no mundo.

Fotografias da cortesia de Isabel Nolasco

Esta obra é constituída por quatro capítulos: “Do Paraíso”, “Do Sagrado”, “Do Profano”, e “Da Alma de um Povo". O livro conta com contributos escritos de personalidades do país, com prefácio de José Ramos-Horta, prémio Nobel da Paz e protagonista da história de Timor-Leste, posfácio de Ana Gomes, embaixadora na causa de Timor-Leste, bem como outros nomes, como Mari Alkatiri, Luís Cardoso de Noronha (Takas), Milena Pires, Ângela Carrascalão, Vicente Guterres, Crisódio Araújo, Madre Guilhermina Marçal, e João Paulo Esperança.

A fotógrafa Isabel Nolasco publicou em 2020 o seu primeiro livro de fotografia "Latitudes da Semelhança" que condensa o trabalho que fez no Médio Oriente, mais concretamente em Omã e no Irão, em agosto e setembro de 2019. Esse livro conta com a colaboração de várias personalidades da cultura, como escritores, fotógrafos, artistas plásticos, músicos, etc.

Isabel Nolasco é jurista há mais 30 anos, tendo trabalhado como consultora na ONU e no Parlamento Nacional de Timor-Leste, país onde viveu perto de 10 anos. Foi vencedora do Discoveries Awards 2019 da Via Verde, na categoria de Fotografia, recebeu uma menção honrosa no Moscow International Foto Awards 2020 e um terceiro lugar do prémio do público no concurso “A Secreta Vida das Palavras” em 2021.

Texto de Isabel Marques
Fotografias da cortesia da Isabel Nolasco