Até dezembro, o Auditório de Espinho acolhe uma secção do festival Misty Fest, onde se incluem propostas de jazz, música clássica circo e folk, que arrancam a 27 de setembro.

De acordo com a direção da sala, gerida pela Academia e Escola Profissional de Música de Espinho, a programação arranca com um concerto em que o maestro Pedro Neves dirige a Orquestra Clássica de Espinho e a trompista Cristiana Neves numa abordagem às obras que marcaram o final do Classicismo. Mozart e Richard Strauss compõem o repertório.

A 11 de outubro, destaque para a atuação da Orquestra de Jazz de Espinho, dirigida pela dupla Manuel Dias e Paulo Perfeito, com o baterista Mário Costa, que dará a conhecer o seu álbum de estreia "Oxy Patina".

Já a 19 de outubro, dar-se-á uma mudança de registo, para teatro de objetos, circo e magia. Neste âmbito, a sala recebe o espanhol Davel Puente Hoces, da companhia Dondavel, e envolve-o em memórias de infância reconstruídas em cena a partir de elementos como barcos e copos.

Mais tarde, o norte-americano William Tyler subirá ao palco a 8 de novembro com uma folk instrumental que traz a Portugal o seu mais recente disco “Goes West”.

Por sua vez o contrabaixista Kyle Eastwood,  filho do ator e realizador Clint Eastwood, atua a 16 de novembro, para revelar como uma infância a apreciar jazz com o pai, que o levou a uma carreira em que cruza música e cinema. É disso reflexo o seu mais recente álbum, "Cinematic", onde interpreta temas de compositores como Michel Legrand, Henry Mancini, John Williams ou Ennio Morricone.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Miti via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.