Entre 3 e 12 de julho o Jazz im Goethe-Garten (JiGG), festival de jazz no jardim do Goethe-Institut Portugal, em Lisboa, regressa com uma programação pensada por Rui Neves. Esta é já a 15ª edição de um festival que foi ganhando escala ao longo dos últimos anos. 

Em comunicado de imprensa, Rui Neves explica que este ano o JiGG “apresenta seis concertos selectivos cujos autores-músicos se têm destacado numa realidade sem dúvida mais alternativa de um jazz da Europa cada vez mais diversificado.” O diretor artístico destaca ainda que a música do JiGG é “música de palco onde toda a verdade se manifesta, desejando a todos a capacidade da sua descodificação para uma plena fruição."

Cat in a Bag fazem as honras da casa, com um concerto de abertura que se assina em português, e atuam a partir das 19h00. Bruno Figueira (saxofone alto), João Clemente (guitarra elétrica, ímanes), João Lucas (baixo elétrico) e Duarte Fonseca (bateria) formam o quarteto que privilegia “a improvisação” e explora “as rotas do noite e da música experimental”, “fazendo-as orbitar a essência do jazz”. 

Cat in a Bag atuam no primeiro dia do JiGG

Nos dias seguintes — com concertos sempre às 19h00 — seguem-se Dave Gisler Trio (Suíça), Synesthetic 4 (Áustria), Ghost Trio (Itália), Cirera & Lencastre (Espanha), e finalmente Philipp Gropper’s Philm (Alemanha). 

Os bilhetes têm um custo de 5€ e podem ser adquiridos no local. Podes saber mais sobre o JiGG 2019, aqui.

Texto de Carolina Franco
Cartaz de Goethe-Institut Portugal disponível via Facebook

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.