De 10 a 15 de julho, decorre o FIDMarseille, Festival Internacional de Cinema de Marselha, dirigido por Jean-Pierre Rehm, e conta com a presença de duas realizadoras portuguesas: Leonor Noivo e Teresa Folhadela.

Criado com o intuito de partilhar, com todos os públicos, o cinema que é feito hoje, o FIDMarseille concentra-se, sobretudo, nas suas raízes documentais, apostando em diversas abordagens e perspetivas. O festival aposta igualmente na descoberta de novos talentos. Em 2001, Apichatpong Weerasethakul apresentou-se com Mysterious Object at Noon, que ganhou, em 2010, a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Este mês, Leonor Noivo, estreia mundialmente no FIDMarseille, Raposa, que através da metáfora animal, explora a anorexia como uma maneira de estar no mundo. Um problema que a realizadora partilha com a atriz principal, Teresa Guerreiro. Raposa, é um dos 35 filmes em competição, estando na categoria internacional.

Setembro, filme de Teresa Noivo

Para além da competição, o festival oferece um programa de formação destinado a estudantes, o FIDCampus, que junta estudantes de várias nacionalidades, para uma residência de 10 dias durante o FIDMarseille. Inclui sessões criticas e masterclasses dos cineastas Kamal Aljafari, Claire Atherton e Philip Warnell, vencedor do Prémio Georges de Beauregard na edição de 2014 do festival, e ainda projeções, encontros e a mostras dos projetos desenvolvidos no Mucem (Museu das Civilizações e do Mediterrâneo), parceiro da iniciativa. Teresa Folhadela, estudante na Universidade Católica do Porto, é uma das realizadoras selecionadas do FIDCampus e apresentará a curta metragem Casa na Praia.

Scorsese: Portrait of a Saint, ensaio académico de Teresa Folhadela

O FIDMarseille conta ainda com uma plataforma de coprodução internacional, que apresentará 10 projetos selecionados, encontros individuais, mesas redondas e uma entrega de prémios por um júri internacional.

De 2901 filmes propostos, apenas 150 estão programados para cerca de 25000 espetadores durante sete dias de festival, em que apenas 19 prémios serão entregues.

Texto de Rita Matias dos Santos
Fotografia de Krists Luhaers disponível via Unsplash 

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.