O encontro entre criadores, artistas e pensadores de diferentes países que completa a segunda edição do Festival internacional e Laboratório de Criação Artística, decorrerá até 4 de outubro, em Coimbra.

Além de um Festival, o Linha de Fuga é um campo de experimentação, aprendizagem e partilha de conhecimento através da Arte. O tema escolhido para esta edição é a Democracia.

Depois de ” Fiestas Invisibles. / Dançar até que a voz me doa” de Paloma Calle e Massimiliano Casu, segue-se a estreia absoluta de “Speed Date”, de Alex Cassal, que conta com a participação de Keli Freitas, Márcia Lança e Renato Linhares. O espetáculo será nos dias 2 de outubro, pelas 18h30 e 21h30 e 3 de outubro, pelas 16h e 19h, na oficina municipal do Teatro.

Fotografia de Yanni Panesa

Tal como se pode ler no site do festival, “”Speed Date” é caraterizado como uma “performance imersiva” em que cada espetador passa por uma série de curtos encontros com outros espetadores e performers. Cada um receberá fragmentos de uma narrativa não-linear, que caminha nas mais diversas direções.” É, desta forma, que a separação entre o real e ficção é abordada ou, por sua vez, diluída.

Alex Cassal tende a executar formatos não-tradicionais de construção da narrativa e convida para este projeto três criadores que transitam entre o teatro, a dança e a performance. Os artistas vão mergulhar na imaginação de um espetáculo composto de encontros breves e entre performers e espetadores.

O festival iniciou-se no dia 12 de setembro e conta diversos artistas como: lain Michard, Alex Cassal, Carlos Queiroz, Catarina Vieira, Diana de Sousa, Gil Mac, Jean-Lorin Sterian, Joana Petiz, Jonathan Uliel Saldanha, Juanqui Arévalo, Kátia Manjate, Keli Freitas, Laura Wiesner, Luís Guerra, Lula Pena, Márcia Lança, Mariana Ferreira, Massimiliano Casu, Michela Depetris, Paloma Calle, Renato Linhares, Romain Beltrão Teule, Sarah Elisa, ssel, Tânia Carvalho, Vera Mantero, Xavier Manubens e Ynaiê Dawson.

Para consultares mais informações sobre a programação acede aqui.

Texto de Patrícia Silva
Fotografia de Melania Andrada

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.