“Uma Serpente de Luzes na Planície” é o novo livro do autor algarvio António Manuel Venda. Trata-se da continuação de “O sorriso Enigmático do Javali”, primeiro volume da série. O novo livro traz-nos mais doze aventuras do pequeno Tukie pelos campos alentejanos.

«Por muito que insistam em chamar jovem escritor a António Manuel Venda, ele não o é. É apenas um escritor jovem. E a juventude não se percebe só na timidez do olhar ou na inquietude das mãos que se movem com as palavras, quando fala, construindo castelos, casinhas ou outras arquitecturas; percebe-se também na escrita – uma escrita antiga e por isso tão próxima da fantasia dos simples, que aceitam com naturalidade os adjectivos diferente, estranho, estrangeiro. Por isso, o mundo visto pelos olhos do pequeno Tukie, ou pelos do pai do pequeno Tukie, é um mundo em que o fantástico não existe como tal.», Adriana Freire Nogueira, professora na Universidade do Algarve, especializada em Literatura e Cultura Clássica.

Nota biográfica sobre o autor:

António Manuel Venda nasceu em Monchique, no sul de Portugal, em 1968. Publicou uma dezena e meia de livros de ficção e alguns títulos de outros géneros. Recebeu prémios literários de várias instituições: Centro Nacional de Cultura, Câmara Municipal de Almada, Instituto Abel Salazar, Secretaria de Estado da Cultura e Sociedade Portuguesa de Autores.

Para saberes mais sobre “Uma Serpente de Luzes na Planície” clica aqui.

Texto de Maria Costa
Imagem da capa de “Uma Serpente de Luzes na Planície” da ilustradora Sónia Fevereiro

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.