O maestro José Eduardo Gomes venceu o primeiro prémio da segunda edição do concurso internacional de direcção de orquestra, European Union Conducting Competition, que contou com 300 maestros e decorreu em Sófia e em Pazardjik, na Bulgária, de 4 a 11 de Janeiro.

Ganhou também o troféu para “melhor interpretação Beethoven”, na comemoração dos 250 anos do nascimento do compositor alemão. Este evento foi organizado pelo Bulgária Hall, em cooperação com a Orquestra Nacional Artes, Orquestra Filarmónica Kodaly e Orquestra Sinfónica de Pazardjik.

Após quatro rondas, o maestro português foi seleccionado para a final, que teve lugar na sala de concerto do Conservatório nacional de música de Sófia. Este momento foi o culminar de uma prestação, cuja excelência foi reconhecida com o primeiro prémio. Em segundo lugar ficou Almanzar Sebastian, da Colômbia, Zlatkov Svetlomir, da Bulgária conquistou o terceiro lugar e Jung Hyeju, da Coreia do Sul, o quarto prémio.

“Estudou clarinete na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto, onde se licenciou na classe de António Saiote, prosseguindo estudos de Direcção de Orquestra na Haute École de Musique de Genève (Suiça) na classe de Laurent Gay e Direção Coral na classe de Celso Antunes. Foi premiado em concursos nacionais e internacionais, onde se destacam: “Prémio Jovens Músicos”, “Concurso Marcos Romão” e “Concurso Internacional Villa de Montroy, Valencia”. Como instrumentista tem-se dedicado à música de câmara e apresenta-se regularmente com diversas formações em Portugal, Itália, Bélgica, Suiça, Japão e Canadá”, como se pode ler na nota biográfica do site da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Em 2009 foi assistente de Martin André, na Orquestra Momentum Perpetuum, e em 2010 foi assistente do maestro Kazushi Ono na Opera National de Lyon. Foi maestro titular da Orquestra Clássica do Centro e do Coro do Círculo Portuense de Opera, no Porto, maestro associado da Orquestra Clássica do Sul e maestro principal da Orquestra Chambre de Carouge, na Suíça. É membro fundador do Quarteto Vintage. Recentemente, dirigiu a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfónica de Kaposvár (Hungria) e a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música. 

Actualmente, José Eduardo Gomes vive no Porto, onde é maestro titular da Orquestra Clássica da Faculdade Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e lecciona na Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo do Porto. Colabora regulamente com o projeto Orquestra Geração e com várias escolas do país.

A Orquestra da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto, interpretando a Sinfonia 4, de Beethoven

Este artigo segue as normas do Acordo Ortográfico de 1945

Texto de Raquel Botelho Rodrigues
Fotogfrafia de Michael Maasen, via Unsplash