O projeto musical mao-mao lança o seu terceiro tema, “Candidaturas”, composto a partir do poema “Filling Out Job Application”, de Ni Wen, com a participação especial da violoncelista Sandra Martins. Os poetas chineses antigos e contemporâneos são objeto de criação do conjunto mao-mao, que apresenta, através da música e interpretação, uma perspetiva única das histórias dos trabalhadores fabris.

Oficialmente composto em dezembro de 2020, o projeto musical spokenword mao-mao, estreia o seu novo trabalho “Candidaturas”, que marca o terceiro tema do conjunto e que revisita o poema original de Ni Wen, traduzido por Eleanor Goodman. Uma vez mais, os músicos Valério Romão, na voz, José Anjos, na guitarra, voz e composição, Pedro Salazar, no baixo e composição, e Paula Cortes, na voz, reforçam o contraste entre a poesia chinesa antiga e tradicional com as composições contemporâneas.

A condição humana e a necessidade de contemplar a beleza, para lá do medo e do sofrimento, são a linha condutora da interpretação dos textos que originam os temas. Os músicos enunciam ainda que “até o humor surge como salvação ao lado do vinho e outros santuários de humanidade: a amizade, a natureza e o afeto”, quando analisada a poesia dos trabalhadores fabris chineses.

O vídeo do novo tema, “Candidaturas”, foi realizado por Valério Romão a partir do filme “China: growing up under Mao Tse Tung”, que data de 1965. O som foi gravado ao vivo na Escola de Mulheres – Oficina de Teatro no ano passado, por Jorge Serigado, misturado por João Hora e mao-mao. Este terceiro tema fez também parte do espetáculo “A lua só sabe fazer de lua”.

Depois de “Filho” e “Elegia”, o tema “Candidaturas” conta com a participação do violoncelo de Sandra Martins, que se une às vozes de Valério Romão e José Anjos, que acompanha na guitarra o baixista Pedro Salazar. O tema “Candidaturas”, que assinala o regresso do conjunto mao-mao, já se encontra disponível nas plataformas digitais.

Texto de Ana Mendes
Fotografias da cortesia de ccasullo

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.