O fundador do atelier Letra desenvolveu a imagem da identidade gráfica da Trienal 2019 que foi reconhecida com o Bronze, como um dos melhores do mundo, nos prémios do Tokyo Type Directors Club 2021.

O projeto de design gráfico é um dos 100 Prize Nominee Worksdividido em quatro categorias: Mark & Logotype / CorporateStationery / Branding com conceito geral de identidade; Editorial / Book Design com a coleção de 5 livros para "A Poética da Razão"; Small Graphics com os folhetos e desdobráveis; Poster B com os mupis e cartazes que materializaram a campanha outdoor.

Há cerca de trinta anos que a competição anual premeia os trabalhos mais notáveis no âmbito do design gráfico, focando-se na representação da linguagem visual através da tipografia. É através desta conceção que a identidade visual de Balesteros "elege a letra "T" como forma elementar de construção e como síntese do discurso visual. Esse "T arquitetural" partiu de outros "T"s, todos eles de múltiplas formas sobrepostas, misturadas, que deslizam, caem, e encaixam", lê-se em comunicado.

Com este jogo de formas e através da sua cartografia o artista aliou cores fortes e fluorescentes que acabaram por ter um impacto na recetividade do público e dos seus pares, tanto a nível nacional como internacional.

A competição do Tokyo Type Directors reuniu, este ano, representantes de 35 países, num total de 3759 inscrições.

Texto de Patrícia Silva
Fotografia da cortesia do artista

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.