André Carvalho, contrabaixista e compositor,  é natural de Lisboa e reside em Lisboa desde 2014. Depois de lançados dois álbuns, Hajime e Memória de Amiba, foi em maio deste ano que nos apresentou o seu terceiro álbum: The Garden of Earthly Delights.

Os seus dois primeiros álbuns, Hajime e Memória de Amiba, mostraram uma música com uma visão extremamente pessoal, apresentando uma mistura original de jazz contemporâneo com elementos de música portuguesa. Carvalho venceu o prémio “Carlos Paredes” em 2012, um prémio que reconhece projetos musicais de excelência, assim como o prémio de “Melhor Grupo” no Bucharest International Jazz Competition.

Com The Garden of Earthly Delights, o contrabaixista e compositor apresenta um brilhante universo sonoro, inspirado na enigmática obra de Hieronymus Bosch, nomeadamente um dos seus mais famosos quadros – The Garden of Earthly Delights (1490-1510, Museu do Prado, Madrid). Relativamente à génese desta obra, Carvalho disse – “Sempre quis escrever uma obra de dimensão maior, com vários movimentos ou andamentos, de alguma forma interligado entre si. Paralelamente, e por mero acaso, ao revisitar a obra de Bosch senti-me motivado para exprimir a singularidade do universo deste quadro através da minha música.

Fica com a sua seleção de 10 músicas de autores portugueses, aqui:

Sara Serpa e André Matos, Rios

Dois dos meus músicos preferidos e que são também dois grandes amigos meus. Música de extremo bom gosto!

Maria João e Mário Laginha, Preto e Branco

Cresci a ouvir estes dois músicos fora de série! Essencial conhecer a música deles, para além de serem duas pessoas espetaculares!

José Mário Branco, Queixa das almas jovens censuradas

Um dos melhores cantores nacionais. Ouvia-se muito lá por casa, quando era miúdo.

Jorge Palma, Estrela do Mar

Que bonita canção, letra e música!

Cassete Pirata, Pó no Pé

Banda de grandes amigos meus, música do grande João Firmino!

Sérgio Godinho, A Noite Passada

O Sérgio Godinho é um dos meus cantores preferidos. Tem uma maneira tão especial de cantar e frasear.

Fausto, O Barco vai de saída

Mais um dos grandes cantores portugueses que se ouvia lá em casa quando era miúdo!

Eduardo Nascimento, O Vento Mudou

Uma das minhas músicas preferidas de sempre no Festival da Canção!

Bruno Pernadas, Spaceway 70

Um grande amigo que faz música cool.

Fernando Tordo, Cavalo à solta

Canção incrível, cantor fantástico e letra muito bonita!

Fotografia de Clara Pereira

Se queres ouvir mais Mesclas da Semana, clica aqui.